Cidadeverde.com
Esporte

COI define novas diretrizes de classificação para os Jogos de Tóquio

Imprimir

O COI (Comitê Olímpico Internacional) informou nesta terça-feira (7) as novas diretrizes de classificação para os Jogos de Tóquio, que foram adiados para 2021 em razão da pandemia do coronavírus.

Entre os pontos revistos e explicados pelo COI, o mais importante remete à data limite de classificação para a Olimpíada: 29 de junho de 2021. A federação internacional de cada modalidade poderá definir o próprio sistema classificatório, desde que as vagas estejam todas definidas até 29 de junho do ano que vem.

A realocação de vagas precisa ser realizada até o dia 5 de julho, a fim de que tudo esteja resolvido até o início do evento, que vai de 23 de julho a 8 de agosto de 2021.

No documento publicado nesta terça, o COI reforça que atletas que já tinham garantido vaga permanecerão classificados, como informado pela entidade na semana passada.

As novas diretrizes também incluem a elegibilidade de atletas em modalidades que tenham limite de idade, como o futebol masculino, por exemplo.

A recomendação do COI é de que as federações internacionais permitam a inclusão de atletas sub-24 na lista do futebol. Alguns deles, que teriam 23 anos na Olimpíada em 2020, ultrapassariam a idade permitida com o adiamento dos Jogos. A decisão sobre a mudança de sub-23 para sub-24 ainda precisa ser aprovada pela Fifa.

O Brasil, atual medalhista de ouro e campeão do Pré-Olímpico disputado neste ano, já está classificado para o futebol masculino em Tóquio. A seleção feminina, campeã da Copa América em 2018, também garantiu vaga.

Segundo o COI, aproximadamente 5.000 atletas já se classificaram para os Jogos Olímpicos -57% das vagas disponíveis.

Fonte: Folhapress

Imprimir