Cidadeverde.com
Esporte

Com estrelas, conheça a seleção jovem mais cara da Premier League

Imprimir

Foto: arquivo: Betsul

O poder financeiro dos clubes da Premier League faz com que todos eles possam ir atrás de estrelas consagradas para montar o time que disputará a temporada. Ainda assim, no meio de tantas estrelas e jogadores caros, jovens promessas desta geração conseguiram cavar seu espaço na liga mais prestigiada do mundo e hoje deixam para trás muito atleta badalado. São garotos que apesar da pouca idade assumem grandes responsabilidades em seus clubes, e, ao mostrar que têm potencial, ganham muito valor de mercado.

Por isso, não é de se surpreender que dos 11 jogadores que formam a seleção sub-23 mais cara da Premier League, muitos dos nomes já sejam bem conhecidos no mundo inteiro. Consegue imaginar quem são esses garotos? Então, confira na matéria abaixo que o Betsul preparou!

Aaron Ramsdale (Bournemouth) - 14 milhões de euros

Apesar de contar com o experiente Artur Boruc, de 40 anos, no elenco, o titular da meta do Bournemouth é o jovem Aaron Ramsdale, de 21 anos. E podemos dizer que a sua ascensão foi um tanto meteórica. Até a temporada passada, o inglês defendia o AFC Wimbledon, modesto time da League One, a 3ª divisão do país. Contratado como uma promessa para o futuro, Ramsdale virou realidade cedo e só não defendeu o seu atual clube na Premier League em um dos 29 jogos do clube.

Joe Gomez (Liverpool) - 42 milhões de euros

Tirando o intocável Virgin van Dijk, nenhum outro zagueiro do Liverpool entrou tanto em campo no Campeonato Inglês quanto o jovem Joe Gomez. Com apenas 22 anos, ele deixa para trás defensores experientes como Dejan Lovren e Joel Matip e faz a dupla titular dos Reds com o holandês. Na equipe deste 2015, quando foi contratado junto ao Charlton, Gomez sempre foi contestado, mas amadureceu e hoje já tem a confiança do torcedor que está cada vez mais se acostumando a acompanhar um time vencedor.

Fikayo Tomori (Chelsea) - 20 milhões de euros

Com exceção do capital César Azpilicueta, os defensores do Chelsea vivem uma espécie de rodízio na Premier League. No meio de nomes famosos como Antonio Rudiger, Andreas Christensen, Kurt Zouma e Emerson Palmieri aparece o do jovem Fikayo Tomori, de cria dos próprios Blues. Depois de duas temporadas emprestado para Hull City e Derby County, onde foi comandado por Frank Lampard neste último, o zagueiro agradou o ídolo do time londrino e virou um homem de confiança do ex-meia que agora é treinador do Chelsea.

Trent-Alexander Arnold (Liverpool) - 110 milhões de euros

Trent-Alexander Arnold é a grande estrela deste time, pelo menos em valor de mercado. O lateral-direito mais caro do mundo é um jogador que dispensa apresentações e que simplesmente é amado pelo torcedor do Liverpool. Com apenas 21 anos, o inglês já tem um título e um vice-campeonato da Liga dos Campeões da Europa, ambos sendo titular e desempenhando um papel fundamental nas campanhas dos Reds até as decisões. Com 12 assistências no Inglês, Arnold só não tem números melhores do que Kevin de Bruyne.

Kieran Tierney (Arsenal) - 25 milhões de euros

Kieran Tierney é o único jogador desta lista que não figura entre os titulares de sua equipe. Aos 22 anos, o lateral-esquerdo que chegou do Celtic nesta temporada ainda não se firmou e tem algumas oportunidades quando Sead Kolasinac não está em campo. Mesmo assim, é um atleta muito valioso pelo potencial de evolução que apresenta. Basta saber se quando as grandes oportunidades surgirem ele conseguirá corresponder à altura na liga mais prestigiada do planeta.

Declan Rice (West Ham) - 55 milhões de euros

Ruim com ele, pior sem ele. É assim que o West Ham, que luta contra o rebaixamento, se sente em relação ao volante Declan Rice. Com apenas 21 anos, o talentoso atleta é um dos poucos que se salva na temporada horrível que os londrinos fazem em 2019/20. O cão de guarda da equipe também já recebe chances de defender a seleção inglesa e é comparado constantemente com Roy Keane, uma lenda do futebol inglês que defendeu por anos um Manchester United bem vitorioso.


Youri Tielemans (Leicester City) - 55 milhões de euros

Há anos que o nome de Youri Tielemans era ventilado como uma das grandes promessas desta geração. Depois de muito sucesso no Anderlecht, da Bélgica, o volante alçou voos maiores no Monaco, mas foi no Leicester City que virou um grande jogador. Hoje, é titular absoluto dos Foxes e é um dos responsáveis pela ótima temporada que a mais uma vez sensação da Premier League vem fazendo. 

Christian Pulisic (Chelsea) - 60 milhões de euros

Depois de boas temporadas no Borussia Dortmund, o norte-americano Christian Pulisic, de 21 anos, buscou um novo desafio no Chelsea e lá mostrou que é sim um jogador com muito talento e potencial. Rápido, habilidoso e com veia para criar jogadas, o ponta dos Blues atua pelos dois lados e consegue espaço apesar da concorrência pesada com Willian, Pedro e Hudson-Odoi.

Richarlison (Everton) - 65 milhões de euros

Se a temporada do Everton está mediana muito se deve a Richarlison. Quando a ameaça de rebaixamento parecia uma realidade, foi o brasileiro quem comandou o time de Liverpool para fora do buraco e evitou que a situação ficasse ainda pior. Com muita personalidade e maturidade, o atacante brasileiro se adaptou muito bem ao futebol inglês desde os tempos de Watford e deve encontrar um time mais competitivo muito em breve.

Marcus Rashford (Manchester United) - 80 milhões de euros

Marcus Rashford é um daqueles jogadores pouco badalados que sofre com o julgamento de ser supervalorizado. No entanto, basta ver os números do camisa 10 do United para ver que ele entrega muito em campo e merece estar nesta seleção. Em uma temporada que começou como a pior dos Red Devils na história da Premier League, o atacante chega à reta final dela com 14 gols e quatro assistências em 22 partidas, quase uma participação em gol por jogo.

Fonte: Betsul

Imprimir