Cidadeverde.com
Geral

Quase 50 presos fazem exames após infecção na Cadeia Pública de Altos

Imprimir

Fotos: Roberta Aline/Cidadeverde.com

Detentos da Cadeia Pública de Altos, na região integrada da Grande Teresina, foram vítimas de uma infecção ainda desconhecida. Quase 50 presos apresentaram problemas de saúde e foram submetidos a exames para descobrir o que aconteceu. Apesar de não haver sintomas de Covid-19, todos serão testados. 

A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), nesta quinta-feira (7). São 48 detentos com o problema, sendo que sete deles foram encaminhados para atendimento hospitalar com insuficiência renal. Os demais permanecem na unidade prisional. 

De acordo com a Sejus, uma equipe da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) foi até a Cadeia Pública de Altos para adorar medidas preventivas e coletar amostras para exames. 

A primeira suspeita é de intoxicação por água ou alimentos. Foram coletadas amostras de sangue e urina dos detentos, que serão examinados também para lepstopirose e hepatite A.

A Sejus informou que nenhum dos detentos apresentou sintomas de infecção pelo novo coronavírus. Mesmo assim, exames foram solicitados como medida de segurança, para preservar a saúde dos que integram o sistema prisional - o que inclui agentes penitenciários e outros servidores. 

Inaugurada em setembro de 2019, a Cadeia Pública de Altos conta com 603 vagas, distribuídas em três pavilhões - cada um com 26 celas. A unidade prisional foi aberta com o status de mais moderna do Piauí. 

Fábio Lima
[email protected]

Imprimir