Cidadeverde.com
Cidades

Moradores em situação de rua recebem doação de máscaras caseiras

Imprimir

Os moradores em situação de rua que estão alojados desde o dia 10 de abril no Estádio Municipal Lindolfo Monteiro receberam na manhã desta quinta-feira (07) a doação de 35 máscaras personalizadas caseiras para prevenir contra a Covid-19.

 Os profissionais da microempresa de artesanato conhecida como “Cruzartes” fizeram as doações, explicaram sobre a importância das máscaras, que precisam cobrir a boca e nariz e que estejam bem ajustadas ao rosto, sem deixar espaços nas laterais para evitar a possibilidade de contaminação.

O secretário municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas, Samuel Silveira, informou que diversos grupos independentes estão se colocando à disposição para realizar alguma atividade lúdica e de conscientização com a população em situação de rua durante esse período de necessidade de isolamento social.

 “Hoje nós estamos acolhendo 35 moradores em situação de rua, mas a nossa meta é chegar ao número de 70 pessoas. Eles estão recebendo por parte dos assistentes sociais todas as refeições necessárias do dia e o atendimento constante de uma equipe da área da saúde do município. A doação das máscaras faz parte do trabalho preventivo que as nossas equipes e colaboradores estão promovendo em favor da higienização pessoal e de prevenção contra a propagação do vírus. Os produtos doados atendem as especificações do Ministério da Saúde”, explicou o secretário.

 Além das doações para as medidas protetivas contra o coronavírus, os moradores em situação de rua estão participando de diversas atividades religiosas, esportivas e de entretenimento que possuem o caráter de informar sobre as mudanças ocorridas na sociedade devido à pandemia.

“Várias dinâmicas, gincanas e palestras estão sendo realizadas para que eles tenham a capacidade de enxergar o seu potencial e mude a realidade em que estão inseridos. Nosso objetivo é que cada um encontre uma nova forma de viver durante e após esse momento de isolamento social”, disse Edson Araújo, coordenador da Casa do Caminho.

 A estrutura montada pela Semcaspi no Estádio Lindolfo Monteiro conta com alojamentos, refeitório, estande para atendimento em saúde, banheiros e estande administrativo. Os alojamentos estão separados em alas feminino, masculino e para pessoas idosas. Ao todo, 70 vagas foram disponibilizadas no abrigo.

 A Prefeitura atende a população em situação de rua através de vários projetos da Assistência Social e Saúde, por meio do Albergue Casa do Caminho, Centro Pop e o Consultório na Rua, que percorre a cidade levando profissionais de saúde até eles. Com a disseminação da Covid-19, a intenção da Prefeitura é que essa população permaneça em um espaço amplo, com o distanciamento adequado, atendimento, estrutura e segurança para conviver de forma saudável.

Da Redação
[email protected]

Imprimir