Cidadeverde.com
Esporte

Maratona de jogos e rodízio podem ajudar Hernanes a ter mais chance no São Paulo

Imprimir

Sem ainda uma data certa para retornar por causa da pandemia do novo coronavírus, é bem provável que o futebol nacional tenha uma agenda tumultuada no segundo semestre deste ano.

Afinal, um time como o São Paulo vai ter de disputar o Paulistão, a Copa do Brasil, o Campeonato Brasileiro e a Taça Libertadores. Nesta maratona de jogos, Hernanes pode ter mais oportunidades para mostrar serviço entre os titulares.

Até mesmo para não desgastar tanto o seu elenco, o treinador Fernando Diniz deve promover o rodízio de atletas. Dessa maneira, quem não estava sendo regularmente titular, como era o caso do camisa 15, deve receber mais chances.

Diniz já é um treinador que gosta de fazer o elenco rodar. Com uma maratona de partidas, ele deve intensificar o revezamento dos atletas que vão vestir a camisa tricolor.

Hernanes disputou 11 partidas neste ano –o time entrou em campo 12 vezes, e o meio campista ficou fora no duelo com o Botafogo-SP. No entanto, ele não é titular desde o clássico com o Corinthians, em 15 de fevereiro.

Com o retorno de Igor Gomes, que serviu a seleção brasileira olímpica no início da temporada, o ídolo passou a ser utilizado mais como uma opção para o decorrer das partidas.

Hernanes balançou as redes uma vez neste ano, na vitória por 2 a 1 sobre a Ferroviária. Livre das lesões que o atrapalharam em 2019, o veterano, de 34 anos, melhorou de desempenho.

Já classificado para as quartas de final do Estadual, o time iria enfrentar o Red Bull Bragantino. Já pelo torneio continental a partida era contra o River Plate, da Argentina.

JOSÉ EDUARDO MARTINS
SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS)

 

Imprimir