Cidadeverde.com
Entretenimento

Ludmilla diz que vai se ausentar das redes sociais após polêmica

Imprimir

Foto: Reprodução/instagram/@ludmilla

A cantora Ludmilla revelou em suas redes sociais que deverá ficar um pouco ausente da internet a partir de agora. A artista tem tido de lidar com inverdades a respeito dela e de seu relacionamento com a dançarina Brunna Gonçalves.

"Uma pessoa quando está feliz com ela mesma, vê a vida feliz. Só que quem está infeliz não consegue ver a sua felicidade. Ela precisa despejar o ódio dela, e só agora eu percebi isso. Então, se eu começar a aparecer menos, vocês já sabem o motivo. É melhor evitar esse tipo de energia negativa", desabafou.

Na sequência, mandou um recado para quem não gosta dela. "Enquanto ficarem tentando atrasar o próximo, a sua vida não vai andar. Eu sei o quanto é difícil para muita gente ver uma mulher preta estar onde estou, conquistando o que eu tenho sem passar por cima de ninguém. Vim do nada e não vou ficar aturando essas gracinhas. Eu vou curtir. Não estou aqui para ficar batendo palma para maluco dançar", disparou.

Nesta terça-feira (26), Ludmilla iria apresentar mais provas à polícia. De acordo com o advogado dela, José Estevam Macedo Lima , foi protocolado a petição contendo notícia crime com as provas anexadas. Agora, cabe ao delegado instaurar o inquérito para apuração dos fatos e identificação dos responsáveis pelas práticas ofensivas contra a honra da artista.

ENTENDA O CASO
Ludmilla usou seu Instagram na manhã desta segunda-feira (25) para comunicar que estava indo à delegacia para tomar as atitudes cabíveis em relação às pessoas que afirmaram no Twitter que ela estaria traindo sua esposa, Brunna Gonçalves.

"Eu não ia falar nada, porque eu geralmente cago para essas mentiras, para essas bobeiradas. Só que eu estou de quarentena, não tenho nada para fazer, e quanto mais você caga para essas coisas, mais as pessoas acham que têm direito de ficar inventando mentira e falando merda da vida das pessoas por trás de um fake", afirmou.

"E hoje eu vou provar para essas três pessoas que elas não podem fazer isso, que a internet não é terra de ninguém, é terra de gente, sim. Eu estou indo na delegacia agora e as pessoas têm que começar a ter mais cuidado para mexer na internet. Sabe usar? Boa. Não sabe usar? Tchau, vai ter que pagar por isso".

 

Fonte: Folha Press

Imprimir