Cidadeverde.com
Entretenimento

Pai do DJ Avicii diz que fundação em nome do filho salva jovens do suicídio

Imprimir

Fotos: Reprodução/instagram/@avicii

Desde que o DJ sueco Avicii morreu, em 2018, que o pai dele, Klas Bergling, tem ajudado a recuperar o interesse de jovens em todo o mundo pela vida. Isso é possível graças a uma fundação que leva o verdadeiro nome do músico, Tim Bergling.

Em entrevista à Billboard, o pai comentou sobre como a instituição tem atuado na busca por diminuir os suicídios.

"Confiamos muito nas organizações com as quais trabalhamos. Eles têm especialistas que nos guiam. Nosso foco aqui é ajudar duas organizações a criar uma linha de apoio 24h por dia, 365 dias por ano, porque ela não existe aqui na Suécia", afirma.

Segundo ele, já há registros de boas atuações. "Recebemos cartas de fãs dizendo: 'Tim salvou minha vida'. Eu realmente espero que as linhas de apoio possam parar os suicídios e ajudar a pensar melhor nas pessoas que estão pensando em se suicidar."

Outro trabalho realizado pela fundação é fazer parcerias com organizações para ministrar palestras nas escolas sobre os malefícios do uso de drogas e álcool.

"Eu visitei algumas dessas palestras e elas ficam muito envolvidas. A resposta de todos os jovens foi tremenda. Estamos tentando ajudá-los a aumentar a escala para encontrar mais jovens nas escolas", disse Klas.

O DJ Avicii foi encontrado morto em abril de 2018 em Mascate, no Omã, aos 28 anos. Ele fez parte da onda de DJs e produtores como David Guetta e Calvin Harris, que protagonizaram a cena eletrônica, ganhando hits internacionais, fama e prêmios antes geralmente atribuídos às típicas estrelas pop.

 

Fonte: Folha Press

Imprimir