Cidadeverde.com
Cidades

Undime-PI discute calendário escolar com entidades de educação

Imprimir

A Diretoria Executiva da União dos Dirigentes Municipais de Educação do Piauí (Undime-PI) reuniu-se, nesta quinta-feira (28), por videoconferência, para tratar das normas voltadas para a reorganização do calendário escolar no período de isolamento social. A reestruturação do calendário visa garantir a realização de atividades escolares para fins de atendimento dos objetivos de aprendizagem previstos nos currículos das instituições de ensino da educação básica, atendendo o disposto na legislação e normas correlatas sobre o cumprimento da carga horária.

A reunião contou com a presença dos membros da Diretoria Executiva: os dirigentes municipais de Educação dos municípios de Domingos Mourão, São João do Piauí, Francinópolis, Lagoinha do Piauí, Piripiri, Sussuapara, Buriti dos Montes, Demerval Lobão, Marcolândia e Coivaras, além de convidadas: a professora Viviane Fernandes Faria, representante do Conselho Estadual de Educação (CEE-PI), a professora Maria Antônia da Silva, representante da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação(UNCME) e a professora Marília Daniela Aragão, representante da Secretaria Estadual de Educação (Seduc).

Durante o encontro, foi apresentada a Resolução CEE/PI nº87/2020 que trata sobre normas pertinentes à reorganização do calendário escolar referente ao período de excepcionalidade da pandemia da COVID-19 para escolas pertencentes ao Sistema Estadual de Ensino do Piauí. Foram feitos, ainda, esclarecimentos de dúvidas sobre a validação da carga-horária de aulas remotas nas redes municipais de Educação.

A professora Érica Graziele Benício, dirigente municipal de educação de Domingos Mourão, destacou que as redes municipais de ensino devem adequar os planos municipais de reorganização dos calendários escolares com base nos documentos e nas resoluções estaduais.

De acordo com a professora Viviane Fernandes Faria, a resolução amplia a questão dos calendários escolares vinculados ao Sistema Estadual de Educação e complementa informações sobre o ensino remoto apresentadas em resoluções anteriores.

A representante da UNCME, professora Lilica, ressaltou que “após o término do período de isolamento social será feita uma avaliação diagnóstica presencial de cada criança para a observação do desenvolvimento em relação aos objetivos de aprendizagem e habilidades desenvolvidas com atividade pedagógica não-presenciais”.

Da Redação

[email protected]

Imprimir