Cidadeverde.com
Geral

Estudante de Direito é suspeito de vender 'supermaconha' pelo delivery

Imprimir

Foto: divulgação SSP-PI

Tabletes de skunk, droga conhecida como 'supermaconha', dinheiro, celulares e balança de precisão foram apreendidos, no centro de Teresina, e um casal de universitários conduzido para a Central de Flagrantes,  nesta terça-feira (02). Os dois estavam em uma kitnet na rua Félix Pacheco que, de acordo com a Força Tarefa da Secretaria de Estado da Segurança Pública, funcionava como ponto para delivery de drogas. 

Em dinheiro, os policiais apreenderam R$ 1.900 e cerca de 7 kg de maconha, incluindo skunk, que estavam escondidos em um guarda-roupa.

"A máquina era usada para receber dinheiro de alguém que estivesse me devendo, mas eu não usava especificamente para receber de droga", disse o estudante de Direito que assumiu a posse da droga e inocentou a namorada que, inclusive, não teria conhecimento do tráfico de entorpecentes. 

Segundo Hilton Barbosa, subcoordenador da Força Tarefa, o serviço de Inteligência descobriu que a droga era vendida, preferencialmente, para estudantes. 

 

Graciane Sousa
[email protected]
Com informações Tiago Melo (TV Cidade Verde)

Imprimir