Cidadeverde.com
Geral

Pandemia do novo coronavírus já matou sete PMs e causou quase 500 afastamentos no Piauí

Imprimir

A Polícia Militar do Piauí acumula baixa de sete mortos e mais de 300 infectados pelo novo coronavírus. Segundo o comandante geral da corporação, quase de 500 PMs foram afastados durante a pandemia. Desse total, mais de 300 testaram positivo para a doença, sendo que, atualmente, sete estão internados e cerca de 80 em quarentena domiciliar.

"Os afastamentos se deram também de forma preventiva. Estamos em guerra e em uma guerra existem baixas e sabíamos que ia ter baixas porque estamos na linha de frente, na primeira trincheira, juntamente com o pessoal da saúde. Mas estamos tendo o cuidado também de ter o aparato para cuidar desses policiais", explica o comandante. 

Os PMs suspeitos de terem contraído a doença ou já diagnosticados estão sendo acompanhados pelo Hospital da Polícia Militar (HPM).

Ele explica que militares tiveram férias suspensas durante a pandemia como estratégia para que não haja descontinuidade operacional devido ao afastamento dos infectados. 

Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com

"Tínhamos cerca de 800 policiais de férias por mês, mas cancelamos. Esse contingente ,que deveria estar de férias, é quem dá o suporte substituindo os policiais que estão de algum modo se recuperando dessa grave doença", destaca o coronel Lindomar Castilho. 


Graciane Sousa
[email protected]

Imprimir