Cidadeverde.com
Política

Prefeito diz que Teresina atinge o platô e 19% da população está com anticorpos

Imprimir

Foto:Reprodução

O prefeito Firmino Filho (PSDB) afirmou nesta quarta-feira (1) que Teresina atingiu o platô da curva de transmissão do coronavírus. Isso significa que a pandemia chegou a uma situação de pico contínuo que demora a cair, o que pode significar que chegou ao limite e logo começará a apresentar queda nos casos.

De acordo com os dados da 11º pesquisa sorológica realizada entre os dias 27 e 29 de junho, Teresina possui 37.448 de pessoas com infecções recentes. A capital apresenta 19,33% da população positivada.

“Esses números nos passam a noção de pico da circulação de vírus. São 37.448 pessoas infectadas recentemente em fase de transmissão. O número de positivados é de 167.175. Isso corresponde a 19,33% de infectados. A taxa de subnotificações caiu. Ela é 39 vezes maior do que os números oficiais. A queda se deve ao aumento dos testes realizados. Antes as pessoas tinham medo de procurar uma UBS para fazer testes, agora elas estão indo para terem uma noção do que vem acontecendo”,afirmou. 

A taxa de transmissibilidade apresentou um dos crescimentos mais baixos ficando em 7%. “No mês de junho tivemos uma transmissão um crescimento de 42%, depois passamos para 17% e agora estamos em 7%. Provavelmente já estamos no pico e a  quantidade de positivados vai continuar a crescer, mas com taxas cada vezes menores”, afirmou. 

O r-zero ficou estável em 1.03. A taxa havia ficado em 0.83 em pesquisa anterior e depois em 1.06 chegando agora em  1.03. Diante dos números, ele defendeu a necessidade das medidas de endurecimento das medidas de isolamento social no final de semana. 

“Nossa estratégia é endurecer o isolamento para que diminua a circulação do vírus e no mesmo tempo podemos retomar as atividades econômicas. Entendemos que a situação econômica não se agravou de forma caótica devido ao auxílio emergencial. Ele vai ser encerrado gradativamente ou vai durar apenas mais dois meses. Em dois meses queremos que nossa economia já esteja mais ou menos organizada. A retomada será com muita lentidão e segurança”, destacou. 

Ocupação de UTI

Firmino afirma que a ocupação dos leitos de UTI para pacientes com covid-19 passa de 80%. 

“Os leitos de UTI covid estão com uma ocupação de 81,16%. São 267 leitos ocupados  e 62 livres. Mas quando se retira os leitos pediátricos, neonatais, obstétricos e reservas, a ocupação chega a  81,31%. Tivemos uma diminuição da ocupação de UTI. Mas a segurança deve ser de 70%”, afirmou. 

A capital ainda encontra dificuldades para conseguir médicos intensivistas. O prefeito fez um pedido de ajuda ao Ministério da Saúde, mas ainda aguarda um retorno. Outra opção que pode ser aplicada é contratar médicos em São Paulo. 

Retomada da economia

O prefeito afirmou que todas as medidas de retomada da economia serão adotadas de forma lenta para evitar a necessidade de recuo, com um possível aumento dos casos. Segundo ele, o momento político não interfere na relação com o governo do estado.

“Todo processo de debate de retomada tem algumas informações mais disponível para o governo do Estado e  outras para prefeitura. São debates técnicos. Não existe nenhuma discordância fundamental, entendimento  é compartilhado e que vamos retomar gradualmente as atividades econômicas.Vi entrevista do prefeito de Manaus e ele criticando o governador do Amazonas. Isso não aconteceu aqui. Todos sabemos que eu e o governador estamos em palanques distintos, mas independente disso temos obrigação tomar as decisões certas.  Apesar das diferenças, tivemos um diálogo maduro”, disse.

 

Lídia Brito
[email protected]

Imprimir