Cidadeverde.com
Últimas

Vigilância Sanitária explica como desinfetar ambientes

Imprimir

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) o uso de produtos para limpeza e desinfecção de superfícies (saneantes) é um aliado importante para prevenir infecções causadas pelo novo coronavírus.

Diante do momento de calamidade na saúde, a Diretoria de Vigilância Sanitária do Piauí (Divisa) publicou nesta sexta-feira (03), uma nota técnica com informações sobre os procedimentos corretos de sanitização e as medidas essenciais a prevenção da transmissão da Covid-19.

O procedimento de sanitização utiliza tecnologia de ponta para eliminar e impedir a proliferação de vírus, bactérias, fungos e ácaros. Nesse sentido, a sanitização deve ser realizada de forma segura e com frequência relativamente baixa para que se evite a resistência microbiana.

As evidências atuais sugerem que o novo coronavírus pode permanecer viável por horas e até dias em determinadas superfícies, dependendo do tipo de material. Portanto, a limpeza de objetos e superfícies, seguida de desinfecção, são medidas recomendadas para a prevenção da Covid-19 e de outras doenças respiratórias virais em ambientes comunitários.

O documento traz orientações, por exemplo, sobre os casos onde há a presença de sujidade visível, como matéria orgânica (secreção, vômito, sangue, etc.). “Nesses casos deve ser realizada a limpeza e em seguida o processo de desinfecção do material biológico, sempre mantendo muito cuidado para que não ocorra o contato físico com esse tipo de material, e para isso, é preciso usar luvas ou saco plástico nas mãos”, explicou a diretora da Divisa, Tatiana Chaves.

De acordo com a nota, não existe nenhum produto que garanta a limpeza permanente ou garantia de desinfecção por dias, semanas ou meses, portanto, esta deve ser realizada, no mínimo, duas vezes ao dia. “A limpeza e desinfecção devem ser medidas executadas frequentemente. Um ambiente limpo e desinfetado pode ser novamente contaminado por gotículas humanas se uma pessoa contaminada ingressar no espaço”, acrescentou Tatiana Chaves.

O documento informa ainda sobre os desinfetantes com potencial para desinfecção de superfícies, que incluem aqueles à base de cloro.

Confira aqui a Nota Técnica completa sobre os procedimentos de sanitização no âmbito da pandemia do novo coronavírus.

 

Da Redação
[email protected] 

Imprimir