Cidadeverde.com
Política

Verba de R$ 1 bilhão para educação será monitorada via painel, diz governador

Imprimir

Foto: Reprodução

O governador Wellington Dias (PT) apresentou em live, nesta quarta-feira (8), o Plano Educar Piauí. O projeto foi criado como forma de aplicar os recursos da ordem de R$ 1 bilhão e 652 milhões, que o estado recebeu do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos profissionais da Educação (Fundeb). O plano tem como prioridade ações que vão desde reduzir a evasão escolar até garantir a educação na idade certa. 

Veja plano aqui

Durante a apresentação, o governador assinou ordem de serviços para a retomada de 92 obras como reformas, ampliação de escolas e de subestações de energias, para a implantação de climatização em algumas escolas.  Também foram autorizadas 64 licitações para obras que terão os editais publicados. 

Na primeira etapa do plano serão investidos R$ 92 milhões. “O educar Piauí vai ser a grande mudança para um Piauí mais desenvolvido. Queremos ter condições de assegurar a educação na idade certa. Queremos que o aluno possa dominar a leitura  até os sete anos. É um plano que também investe na  valorização dos profissionais. Estamos em um momento especial e vamos seguir com a política de valorização do magistério. Vamos garantir educação de ensino médio com um olhar especial”, disse o governador. 

Wellington Dias afirma que a aplicação dos recursos poderá ser acompanhada por meio de um painel. “Tudo será feito com transparência. Cada centavo aplicado para fazer uma transformação do ensino. Tudo pode ser acompanhado por um painel”, disse. 

O governador lembrou que  os recursos não podem ser aplicados para pagamento dos salários dos professores. Porém, ele afirma que após a pandemia, retomará as discussões sobre recuperação salarial. 

“Esse recurso não pode ser aplicado em despesa permanente, na parte salarial. De qualquer modo vivemos um período de dificuldades, mas o estado, terminado o impedimento legal, quer retomar a recuperação salarial. Quero tratar disso para todas as áreas. Já pagamos o piso do professor. Tratamos mesmo de um programa de valorização do magistério. Temos compromisso sobre isso”, afirmou

A aplicação dos recursos do Plano Educar Piauí segue eixos como:

Valorização da gestão e formação de profissionais
Investimentos em tecnologias e infraestrutura
Desenvolvimento de ações de apoio à rede de ensino 

O secretário de Educação, Ellen Gera, afirma que o objetivo é promover um grande impacto educacional. “O nosso intuito é combater  a evasão, o abandono escolar e garantir a proficiência, que é o grau de aprendizagem dos alunos.  Isso leva a combater a reprovação já que o estudante consegue aprende. Isso corrigindo as distorções de idade e série. É garantir educação na idade certa”, disse.

Os investimentos na educação também visam fortalecer a educação de jovens e adultos. “É garantir que essas pessoas tenham suas vidas  transformadas pela educação. Com a educação elas terão uma formação profissional. O Piauí garante também essa qualificação profissional, afirmou.

Lídia Brito
[email protected]
 

Imprimir