Cidadeverde.com
Cidades

Covid: Programa Busca Ativa chega em 208 municípios do Piauí

Imprimir

Foto: UaiFotos/Folhapress

O programa Busca Ativa, executado por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), em parceria com os municípios, está presente em 208 cidades piauienses. Até agora, foram distribuídos 30 mil testes rápidos, além de equipamentos de proteção individual (EPIs), para utilização pelas equipes do Programa Saúde da Família. Através das visitas, foram identificadas centenas de pessoas infectadas que não manifestavam sintomas e, por consequência, não tratavam a doença e ainda transmitiam para outras pessoas.

“A grande contribuição é a descoberta de pacientes assintomáticos. O número é bem maior do que imaginávamos. Chegamos em casas onde alguém positivou para a Covid-19 e encontrarmos até três pessoas contaminadas que não sentiam sintomas”, explica a gerente de Atenção Básica da Sesapi, Dília Falcão.

Monitora Covid-19

O aplicativo Monitora Covid-19 é uma ferramenta utilizada como complemento para a assistência precoce à população. Por meio dele, qualquer pessoa pode comunicar eventuais sintomas da doença e terá seu quadro avaliado por um suporte médico disponibilizado pela Sesapi. Os profissionais monitoram o quadro do paciente por 14 dias, auxiliam com informações e, quando necessário, encaminham para atendimento na rede de saúde antes do agravamento. De acordo com a Sesapi, o Monitora Covid-19 já realizou mais de 3 mil atendimentos.

O Programa Busca Ativa ganhou projeção internacional nesta semana, ao ser citado no site da revista científica norte-americana Foreign Affairs, como iniciativa pioneira do Piauí para o mundo.

Tratamento precoce 

O diagnóstico e o tratamento precoces da Covid-19 estão entre as principais estratégias adotadas pelo Governo do Piauí, no enfrentamento à pandemia. Desde o início, o Comitê de Operações Emergenciais (COE) estabeleceu o entendimento de que o ataque à doença no estágio inicial eleva as chances de cura. Como ação prática a partir desta concepção, foi criado o Busca Ativa, programa que mobiliza equipes de saúde para irem ao encontro de pessoas infectadas pelo coronavírus e de quem, eventualmente, teve contato com elas, indicando o isolamento e o tratamento imediato.

“Descobrindo quem está com coronavírus cedo, isolar a pessoa e aquelas com quem ela teve contato e começar o tratamento na fase inicial é o grande caminho. É próximo de zero o índice de morte daqueles que começaram o tratamento cedo, mesmo com idade avançada ou alguma comorbidade”, ressalta o governador Wellington Dias.


Da Redação
[email protected] 

Imprimir