Cidadeverde.com
Esporte

Protagonista em polêmicas que ofuscaram campeonato, Fla confirma soberania com bi

Imprimir

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Hegemônico dentro de campo e envolvido em várias polêmicas fora dele. Foi assim que o Flamengo confirmou a sua condição de principal força do futebol do Rio de Janeiro e conquistou nesta quarta-feira o bi consecutivo do Campeonato Carioca ao passar pelo Fluminense na grande decisão. Foi o 36º título estadual do clube, o maior vencedor do torneio, com cinco a mais do que o rival superado na decisão.

Vencedor da Taça Guanabara, o Flamengo teve a melhor campanha no somatório dos dois turnos do Estadual, com 28 pontos de 33 possíveis, mas caiu para o rival tricolor na disputa de pênaltis na decisão da Taça Rio. Assim, reencontrou o adversário mais duas vezes. E aí confirmou sua superioridade: vitória por 2 a 1 no domingo e triunfo por 1 a 0 nesta quarta.

Dentro de campo, a supremacia do Flamengo foi indiscutível. O time acumulou dez vitórias seguidas até cair nos pênaltis na decisão da Taça Rio, na sua terceira melhor sequência de triunfos na história no Campeonato Carioca. E esse desempenho praticamente perfeito se deu a partir da estreia de seus titulares na competição, em uma confirmação de que hoje parece imbatível no Rio. Além disso, o Flamengo também teve o artilheiro do Campeonato Carioca, Gabriel, com oito gols, empatado com João Carlos, do Volta Redonda.

Porém, não faltaram polêmicas fora de campo. O Flamengo liderou a volta da competição, ocorrida em 18 de junho, o que foi alvo de muitas críticas, afinal, o Rio continua com muitos casos e mortes provocadas pelo coronavírus, com o complexo do Maracanã tendo, inclusive, um hospital de campanha montado na sua estrutura.

Além disso, participou da articulação por uma medida provisória assinada pelo presidente Jair Bolsonaro para alterar o modo de negociação dos direitos de transmissão dos jogos, que passaram a ser dos times mandantes. Com isso, exibiu dois dos seus duelos no seu canal no YouTube, o que levou a Rede Globo a romper o contrato para exibição do torneio. Já a finalíssima desta quarta-feira foi transmitida para todo o Brasil pelo SBT.

De qualquer forma, dentro de campo, a conquista do Flamengo foi indiscutível, a 36ª da sua história, sendo a segunda consecutiva E ainda amplia o número de conquistas do time em 2020 - já havia vencido a Supercopa do Brasil, a Recopa Sul-Americana e a Taça Guanabara, somados agora ao Campeonato Carioca.

A indiscutível superioridade do Flamengo no Rio nesse momento é tamanha que a conquista desta quarta-feira pareceu ter ares protocolares. Afinal, a expectativa era de que fosse sacramentada uma semana antes. E ainda veio após uma atuação irregular no primeiro jogo da decisão no domingo, o triunfo por 2 a 1.

Além disso, a bola rolando chegou a ficar em segundo plano em alguns momentos nas últimas semanas, em função das polêmicas e das dúvidas sobre o futuro de Jorge Jesus. De qualquer forma, conseguiu confirmar seu ótimo momento.

Foi, assim, o campeão de um Estadual que vai ficar marcado mais por fatos fora do campo do que pelos gols: a volta precoce, durante o surto do coronavírus, as discussões envolvendo os direitos de transmissão e o recorde de um evento transmitido pelo YouTube, o da decisão da Taça Rio. Em todos eles, o Flamengo bicampeão carioca foi protagonista.

Confira a campanha do Flamengo no Campeonato Carioca:

Taça Guanabara

18/01 - Macaé 0 x 0 Flamengo

22/01 - Vasco 0 x 1 Flamengo

25/01 - Flamengo 3 x 2 Volta Redonda

29/01 - Flamengo 0 x 1 Fluminense

03/02 - Resende 1 x 3 Flamengo

08/02 - Flamengo 2 x 0 Madureira

12/02 - Fluminense 2 x 3 Flamengo (Semifinal)

22/02 - Boavista 1 x 2 Flamengo (Final)

Taça Rio

29/02 - Cabofriense 1 x 4 Flamengo

07/03 - Flamengo 3 x 0 Botafogo

14/03 - Flamengo 2 x 1 Portuguesa

18/06 - Bangu 0 x 3 Flamengo

01/07 - Flamengo 2 x 0 Boavista

05/07 - Flamengo 2 x 0 Volta Redonda (Semifinal)

08/07 - Flamengo 1 x 1 Fluminense (2 x 3 nos pênaltis) (Final)

Final

12/07 - Fluminense 1 x 2 Flamengo

15/07 - Flamengo 1 x 0 Fluminense

Por Leandro Silveira
Estadão Conteúdo

  • final-fla-flu1-4.jpg Foto: Marcelo Cortes / Flamengo
  • final-fla-flu1-3.jpg Foto: Marcelo Cortes / Flamengo
  • final-fla-flu1-2.jpg Foto: Marcelo Cortes / Flamengo
  • final-fla-flu1-1.jpg Foto: Marcelo Cortes / Flamengo
  • final-fla-flu-10.jpg Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
  • final-fla-flu-9.jpg Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
  • final-fla-flu-8.jpg Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
  • final-fla-flu-7.jpg Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
  • final-fla-flu-6.jpg Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
  • final-fla-flu-5.jpg Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
  • final-fla-flu-4.jpg Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
  • final-fla-flu-3.jpg Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
  • final-fla-flu-2.jpg Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
  • final-fla-flu-1.jpg Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
Imprimir