Cidadeverde.com
Economia

Caixa Econômica Federal libera saque do abono do PIS

Imprimir

Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com

A Caixa Econômica Federal começa a liberar, nesta quinta-feira (16), o saque do dinheiro do abono do PIS para trabalhadores nascidos em julho. O calendário de retirada vai até março do ano que vem. A quantia também estará disponível para servidores que têm direito ao Pasep e cujo benefício tem final zero.

Os valores podem ser sacados por profissionais que não são correntistas da Caixa ou do Banco do Brasil, que paga o Pasep. Para os clientes dos dois bancos, o dinheiro já foi depositado em conta no final do mês passado.

Segundo a Caixa, o dinheiro pode ser retirado nas lotéricas, caixas eletrônicos e correspondentes Caixa Aqui com o Cartão do Cidadão. É preciso ter senha. O dinheiro do PIS também pode ser sacado nas agências. É indicado que o trabalhador leve documento de identificação.

Ao todo, 741.586 trabalhadores têm direito de sacar o abono salarial do PIS, em um total de R$ 573,3 milhões liberados.
Para receber o benefício, o cidadão precisa:


-Ter trabalhado ao menos um mês do ano-base com carteira assinada
-Estar inscrito no PIS/Pasep há, pelo menos, cinco anos
-Ter tido rendimento de até dois salários mínimos no ano-base
O valor pago varia conforme os meses de trabalho. Para quem teve emprego formal por apenas um mês em 2019, o abono é de R$ 88. Ele pode chegar a R$ 1.045 se o trabalhador teve vínculo empregatício por 12 meses.

Segundo a Caixa, a antecipação do calendário, que geralmente começa no fim de julho, atende à resolução 857, do Codefat (conselho de amparo ao trabalhador), de 1º de abril de 2020, como mais uma medida para tentar diminuir os efeitos econômicos da pandemia de coronavírus.

Imprimir