Cidadeverde.com
Geral

Mãe faz apelo para montar UTI para bebê que mora em hospital

Imprimir

Foto: arquivo pessoal

Com apenas sete meses, o pequeno Gusttavo luta dia após dia para viver. Hospitalizado desde que nasceu, o bebê já foi submetido a três procedimentos médicos e, enquanto se recupera de mais uma recaída, a mãe pede ajuda para conseguir uma casa e aparelhos de respiração para montar um home care, uma espécie de UTI,  no quartinho do bebê. 

Madre Paulina Gonçalves de Aguiar, mãe de Gusttavo, conta que mora com o esposo e o outro filho de três anos na casa do sogro na cidade de Lagoa Alegre, distante 77 km de Teresina, e sonha em conseguir uma casa na cidade de José de Freitas para receber o bebê quando tiver alta. 

"José de Freitas é mais perto da nossa cidade e também Teresina. Fica mais perto pra quem é da minha cidade ajudar e também é mais fácil pro bebê ser socorrido, pois ele tem algumas recaídas e, como moramos na zona rural de Lagoa Alegre, a estrutura é bem ruim", explica a mãe. 

O pequeno Gusttavo tem apenas um rim, o coração do lado direito do peito e nasceu com má formação congênita. O bebê também nasceu sem ânus e só se alimenta por uma sonda. Ele já foi submetido aos procedimentos de colostomia, gastrostomia e traqueostomia.

Atualmente, o bebê está internado no Hospital Infantil Lucidio Portela em Teresina. 

Com as doações, a mãe pretende comprar balão de oxigênio, aspirador portátil, nebulizador, oxímetro e um reanimador para montar o home care no quartinho do bebê. 

Foto: arquivo pessoal

"Todos dias, pela manhã ou tarde, os médicos ligam e conversam com a gente. Ele esteve internado na maternidade Evangelina Rosa e agora está no hospital infantil e está bem, mas quando tiver alta só pode vir pra casa se a gente tiver como cuidar dele, pois precisa desses equipamentos para viver. Ele nunca saiu do hospital e toda vez que tem recaída, eu fico desesperada porque ele fica roxinho, já teve paradas cardíacas e respiratórias. A doutora até diz que ele é um guerreiro porque  tem muita gente grande não aguenta metade do sofrimento que ele passa. Eu fico com o coração apertado, mas tenho fé que ele vai sair do hospital", desabafa mãe. 

 

CONHEÇA A HISTÓRIA DE GUSTTAVO

As doações para Gusttavo podem ser feitas através da vaquinha online (acesse o link) ou através das seguintes contas bancárias: O número de contato da mãe de Gusttavo é 86 9 8169 9531.

Conta poupança Banco do Brasil
Agencia_5921-8
Conta-14940-3
Variação- 51
Maria Gonçalves de Aguiar
 
Conta poupança Caixa Econômica
Agência-4612
Conta-00017017-8
Lailson Santos Ferreira

 

Graciane Sousa
[email protected]

Imprimir