Cidadeverde.com
Esporte

Grêmio sofre, mas vence com gol no fim e decide o returno contra o Inter

Imprimir

FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Em jogo animado, o Grêmio venceu o Novo Hamburgo por 4 a 3, neste domingo (2), na Arena, e conquistou vaga na final do returno do Campeonato Gaúcho. A classificação só foi assegurada aos 46 minutos do segundo tempo com um gol de Luciano.

O adversário na decisão será o Internacional, que também neste domingo goleou o Esportivo por 4 a 0. O clássico acontece na quarta-feira (5), na Arena. Será o quarto duelo entre os "grandes" do Sul em 2020.

O Grêmio não demorou para ir à frente no placar. Logo no primeiro minuto de jogo, Orejuela avançou pela direita e encontrou bem Everton no lado oposto do ataque. O atacante, que não tem feito tantos gols, encontrou muito bem Diego Souza na área. O centroavante gremista testou firme para dentro do gol, colocando a equipe da casa em vantagem muito rápido.

Um dos destaques do Grêmio na noite foi o lateral direito Orejuela, que começou entre os titulares no lugar de Victor Ferraz. Muito participativo, ele virou uma opção importante pelo lado do campo. Abrindo espaços, dando opção de passe e aparecendo para triangular muito bem, o atleta colombiano mostrou que está forte na briga pela titularidade e que pode acrescentar muito na ofensividade da equipe de Renato Portaluppi.

A partida parecia morna e encaminhada para a vitória do Grêmio, que abriu dois gols de vantagem. Maicon marcou aos 22min após confusão na área do Novo Hamburgo.

No entanto, um falta bem cobrada pelo lateral Zé Mario recolocou os visitantes na partida. Depois, um erro na saída de bola de Matheus Henrique, que acabou escorregando e dando o ataque de graça para o adversário, o Novo Hamburgo empatou com Kayron, dando mais emoção à partida ainda na primeira etapa.

Na segunda etapa, o jogo perdeu um pouco de intensidade, mas os gols continuaram saindo. E foi a vez de Diego Souza aparecer. Primeiro, logo aos 2 minutos, o lateral Guilherme Guedes fez um excelente cruzamento para o atacante dentro da área. Ele, que venceu quase todas as bolas ofensivas pelo alto, cabeceou para o gol. No entanto, o árbitro Daniel Nobre Bins marcou falta do atacante gremista.

Dez minutos depois, novamente apareceu a dobradinha do lateral esquerdo gremista com o camisa 9, dessa vez pelo chão. Guedes encontrou Diego, que finalizou com calma, colocando o Tricolor a frente novamente.

Apesar da desvantagem, a equipe visitante não se abateu e seguiu brigando pela vaga na final. Todo o esforço foi compensando quando, aos 35 minutos da segunda etapa, Jean Pyerre cometeu pênalti após cobrança de escanteio. Na batida, o lateral Zé Mario, que já havia feito um gol de falta, bateu firme e empatou a partida mais uma vez.

O Novo Hamburgo, que se manteve competitivo por toda a partida, levou o quarto e decisivo gol após uma bobeira de seus zagueiros. A bola sobrou na entrada da área, e Chicão e Kesley se confundiram. Luciano, que estava ligado no lance, percebeu a chance e não perdoou.

GRÊMIO
Vanderlei; Orejuela, Geromel, Kannemann, Guilherme Guedes; Matheus Henrique, Maicon (Lucas Silva), Alisson (Pepe), Jean Pyerre (Luciano), Everton; Diego Souza (Isaque). T.: Renato Portaluppi
NOVO HAMBURGO
Jacsson; Kesley, Moisés (Dionathan), Diego Ivo, Zé Mario; Chicão, Matheus Bertotto, Mossoró (Guto), Matheus Lagoa, Juba; Kayron. T.: Marcio Nunes
Estádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Juiz: Daniel Nobre Bins
Cartão amarelo: Guilherme Guedes, Maicon (Grêmio); Kesley, Zé Mario (Novo Hamburgo)
Gols: Diego Souza, a 1min do primeiro tempo e aos 12min do segundo tempo, Maicon aos 22min do primeiro tempo, e Luciano, aos 46min do segundo tempo (Grêmio); Zé Mario, aos 31min do primeiro tempo e aos 35min do segundo tempo, e Kayron, aos 37min do primeiro tempo (Novo Hamburgo)

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir