Cidadeverde.com
Últimas

Após mais de 80 dias parados, motoristas e cobradores de ônibus suspendem greve

Imprimir

Foto:Arquivo/Cidadeverde

Após mais de 80 dias parados, os motoristas e cobradores do sistema de transporte coletivo de Teresina decidiram suspender a greve. Em assembleia realizada na manhã deste sábado (8), a categoria resolveu retornar ao trabalho. 

Apesar do fim da greve, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários (Sintreto), Ajuri Dias, disse ao Cidadeverde.com que a categoria vai pedir a intervenção da Justiça para que as empresas adotem melhores protocolos para evitar a disseminação do coronavírus. Segundo o representante do sindicato, os motoristas e cobradores estão com medo de serem contaminados.

A categoria defende, por exemplo, melhores Equipamentos de Uso de Proteção Individual e o uso dos terminais de integração. Ajuri avalia, ainda, que a limitação de passageiros, para que fosse possível um distanciamento no ônibus, também poderia ajudar contra o contágio do coronavírus. 

"A gente quer que o protocolo seja diferente do que foi aplicado para os 30% que retornaram antes da suspensão da greve. A gente quer se protegido da Covid. A  categoria tem medo de ser contaminada. Na segunda-feira vamos tentar marcar uma audiência com desembargador do TRT", adianta Ajuri Dias. 

Restrições

Atualmente 70% dos ônibus circulam na cidade em horário de pico e 30% nos demais horários, ambos com percurso direto entre os bairros e centro, bem como em horários específicos. 

Pela manhã, 70% da frota é liberada de 6h às 9h e de 16h às 19h. Já nos demais horários, somente 30% dos ônibus vão estar nas ruas. O percentual de funcionamento é devido pandemia do novo coronavírus que, por decreto municipal, restringe a circulação de pessoas para evitar a disseminação do vírus.

Neste fim de semana a circulação de ônibus está proibida.  

 

Izabella Pimentel
[email protected] 

Imprimir