Cidadeverde.com
Economia

Novos segmentos reabrem em Teresina a partir desta segunda; veja os setores

Imprimir

Foto: ascom/FMS

A partir de segunda-feira (10), novos setores econômicos poderão reabrir em Teresina. Os segmentos estão incluídos na Etapa 1 da Fase 3 do processo de retomadas das atividades econômicas e sociais da Prefeitura de Teresina (PMT). 

De acordo com a PMT, voltam a funcionar: 

  • Serviços de cabeleireiros e outras atividades de tratamento de beleza
  • Transporte rodoviário coletivo de passageiros, sob regime de fretamento 
  • Transportes rodoviários
  • Atividades da administração pública geral, direta e indireta, relações exteriores e Justiça
  • Serviços de reparação e manutenção de equipamentos de informática e comunicação
  • Serviços de reparação e manutenção de objetos pessoais e domésticos
  • Setor de fabricação de máquinas e equipamentos
  • Atividades de manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos

Para que a reabertura seja segura aos moradores de Teresina, o prefeito Firmino Filho ressalta que, "assim como nas etapas anteriores, é preciso que os protocolos de segurança sejam cumpridos de forma rigorosa".

“Essa é uma etapa importante e que inclui o serviço público. Então, todos os setores devem seguir as orientações de segurança e higiene para evitar a disseminação do novo Coronavírus. Essas medidas são fundamentais para que possamos avançar para a etapa seguinte”, orienta o prefeito.

17 de Agosto

A Prefeitura de Teresina prevê que a segunda etapa da Fase 3, marcada para o dia 17 de agosto, permitirá a "reabertura de bares e outros estabelecimentos especializados em servir bebidas, sem entretenimento". 

"Restaurantes a La Carte, prato feito, buffet sem autosserviço, restaurantes self-service, lanchonetes, cafeterias e similares também poderão reabrir".

Segundo a PMT, "esses estabelecimentos estão sujeitos a funcionamento mediante os protocolos específicos constantes no anexo do decreto Nº 19.922".

"Todos os estabelecimentos autorizados a reabrir na Fase 3 deverão atuar em turno único de trabalho de seis horas consecutivas por dia, além de seguir protocolos de segurança, com redução de trabalhadores, distanciamento social, uso de máscara, testagem dos funcionários, bem como cumprir as demais regras estabelecidas pela União, pelo estado do Piauí, pelo município de Teresina".

Descumprimento

A Prefeitura de Teresina alerta que o "descumprimento do decreto por qualquer estabelecimento, serviço e atividade, que esteja em funcionamento ou que não esteja permitido funcionar, resultará na aplicação de multa, interdição total da atividade e cassação de alvará de localização e funcionamento". 

Salão de beleza

A gerente municipal de Vigilância Sanitária, Jeanyne Seba, orienta que os salões de beleza trabalhem apenas com atendimento previamente agendado para evitar aglomerações. A PMT informa que "os salões devem priorizar itens de trabalho descartáveis ou esterilizados em autoclave na temperatura e tempo indicados para o novo coronavírus. Utensílios como pentes, escovas e bobes devem ser higienizados com solução clorada". Os espaços também devem oferecer locais para higienização das mãos, álcool em gel e tapetes sanitizantes.

A Vigilância Sanitária recomenda: "pessoas que apresentarem sinais gripais no dia do procedimento devem adiá-lo por até sete dias.  Os clientes devem ainda evitar levar acompanhantes, especialmente crianças". Além disso, "no momento do agendamento, os consumidores devem ser orientados a trazer seus utensílios de uso individual para atendimentos de manicure, pedicure, podologia e maquiagem, além de uma máscara reserva para algum imprevisto". Clientes do grupo de risco para a Covid-19 devem agendar atendimento para horário de menor fluxo. 

A PMT também orienta que os clientes levem aos estabelecimentos sacos para armazenamento de seus pertences e descarte de máscaras usadas. Em caso de esquecimento, o salão também deve disponibilizar esse material. Os profissionais dos serviços de cabeleireiros e outras atividades de tratamento de beleza devem usar equipamentos individual de proteção. 

“As pessoas devem dar preferência a modelos de máscaras presas à orelha para que não precisem ser retiradas. Além disso, antes de qualquer procedimento capilar, deve-se lavar o cabelo”, diz Seba.  

 

Carlienne Carpaso
[email protected] 

Imprimir