Cidadeverde.com
Geral

Pesquisa mostra estagnação de queda da covid-19 em Teresina no mês de agosto

Imprimir

Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com 

A redução do número de casos da Covid-19 em Teresina estagnou nas últimas semanas, após o processo de reabertura das atividades econômicas em Teresina. A avaliação faz parte da 17ª etapa da pesquisa de investigação sorológica, apresentada na manhã desta quarta-feira (12) pelo prefeito Firmino Filho (PSDB), através de videoconferência. 

De acordo com o levantamento, realizado entre os dias 07 e 09 de agosto,  172.969 teresinenses estão com a Covid-19. O número é aproximadamente 10 vezes maior que a estatística oficial, que aponta que eram 17.630 casos confirmados da doença na capital até o período analisado.  

O número de infectantes, que na etapa anterior da pesquisa era 10,5 mil, agora é de aproximadamente 11,5 mil, o que representa um crescimento de 9% no percentual de pessoas que ainda podem estar transmitindo a doença.  O índice vinha registrando queda desde o começo do mês de julho, de acordo com a pesquisa sorológica. 

Outro dado que mostra o impacto da reabertura do comércio diz respeito à taxa de transmissibilidade (R0) que agora está em 1,09. Na etapa anterior, a taxa registrada foi de 0,85. Essa é a segunda semana seguida de alta no índice de transmissibilidade da doença. 

"Através dos dados da pesquisa sorológica podemos dizer que a reabertura econômica, embora não tenha contribuído para o aumento do número de casos, evitou que a doença caísse de forma mais rápida em Teresina. Estamos em uma fase estacionária. A gente pode dizer que, nessas últimas cinco semanas, estamos em um platô", explicou Firmino. 

Ocupação de Leitos 

A taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinados a pacientes com a Covid-19 vem registrando queda nas última semanas.  Dos 371 disponíveis,  237 estão sendo utilizados, o que representa uma taxa de ocupação de 63,88%. 

Enquanto isso, a taxa de ocupação nos demais de leitos de UTI, destinados a outras patologias, apresenta um crescimento significativo nas últimas semanas. A taxa de ocupação nessa modalidade já é de 78%. 

Diante do cenário, a Prefeitura de Teresina estuda realizar a chamada reconversão de leitos de UTI Covid para leitos de UTI não Covid. A desativação de leitos nos hospitais de campanha, a exemplo do que já vem sendo feito pelo Governo do Estado, também começa a ser estudada. 

"Com a reabertura das atividades econômicas, tivemos, por exemplo, um aumento do número de acidentes de trânsito, e outras situações que exigem o uso da UTI.  Já começamos esse processo de avaliação. A princípio, estamos reduzindo a quantidade de leitos Covid contratados nos hospitais privados", explicou Firmino. 

Lockdown 

Uma reunião entre os membros do Comitê de Operações Emergenciais (COE) da Prefeitura de Teresina, marcada para amanhã(13), vai definir a necessidade de adoção do chamado lockdown parcial nos próximos finais de semana, bem como a continuidade de cronograma de reabertura das atividades da capital. 

"Os indicadores começam a mostrar que a queda já não é mais tão significativa. A queda continua, mas na última semana indicadores mostram que ela pode ter estagnado. Vamos ter reunião amanhã  com o COE para saber sobre a continuidade  da abertura econômica e sobre os finais de semana. A princípio, continua como nos outros dois finais de semanas anteriores", disse Firmino. 

Natanael Souza
[email protected] 

Imprimir