Cidadeverde.com
Geral

Em 10 anos, Piauí tem aumento no número de homicídios de jovens e mulheres

Imprimir

Foto: Arquivo/Cidadeverde.com 


Entre os anos de 2008 e 2018, o Piauí registrou um aumento de 65,8% no número de homicídios de jovens na faixa etária entre 15 e 29 anos. O dado faz parte do Atlas da Violência divulgado nesta quinta-feira(27) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). Somente em 2018, foram registrados 310 assassinatos de pessoas nessa faixa etária, o que representa metade do total registrado no Estado no período (619). 

O estudo também aponta que os negros foram vítimas da maioria dos homicídios no Piauí no período analisado. Em 2018, por exemplo, das 619 pessoas assassinadas, 531 eram negras.

Em relação a número de homicídios de mulheres, o Piauí registrou um aumento de 36,8% entre 2008 e 2018, a maioria delas também era negra. Em 2018, das 52 mulheres assassinadas no Piauí, 43 eram negras. A realidade também se repete nos demais anos analisados pelo estudo. 

Apesar do crescimento, a taxa de homicídios de mulheres no Piauí, de acordo com o estudo, é a terceira mais baixa do país.
 
Armas de fogo

O Atlas da Violência também mostra que o Piauí é um dos estados que registrou um dos maiores crescimentos de mortes por arma de fogo. Em dez anos, entre 2008 e 2018, o aumento foi de 134%. 

Em 2018, foram homicídios por arma de fogo registrados no Piauí, de acordo com o estudo. 

 

Natanael Souza
[email protected] 

Imprimir