Cidadeverde.com
Esporte

Grêmio empata com Atlético-GO e chega a seis jogos sem vitória

Imprimir

FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

O Grêmio saiu perdendo e buscou empate com Atlético-GO, neste domingo (6), no estádio Olímpico, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Com outra atuação inconstante, cheia de erros e pouca criatividade, o time de Renato Gaúcho ficou no 1 a 1. O resultado em Goiânia faz o tricolor chegar a seis jogos sem vitória no torneio. Somando todas as competições, são três partidas sem vencer.

Edson abriu o placar para o Atlético-GO no início do jogo. Isaque empatou antes do intervalo. O gol gremista chegou a ser anulado, mas foi validado com a revisão do VAR. No fim do segundo tempo, Geromel recebeu segundo amarelo e foi expulso.

A única vitória do Grêmio no Brasileirão segue sendo sobre o Fluminense, na estreia. De lá para cá, são cinco empates (quatro em sequência) e derrota para o Sport.

O Grêmio soma oito pontos, e o Atlético-GO chega a seis. Na próxima rodada, o Atlético-GO visita o Vasco, e o Grêmio encara o Bahia, também fora de casa. Os dois jogos serão na quinta-feira.

O destaque da partida foi Edson, do Atlético-GO. O volante subiu mais que Diego Souza no escanteio e fez o gol do Atlético-GO. Durante a partida, ajudou a fechar espaços e ditar o ritmo do meio-campo contra o Grêmio.

A atuação do Grêmio em Goiânia foi tão fora da curva que nem a dupla de zaga se salvou. Kannemann e Geromel receberam amarelo por estarem expostos. O argentino saiu antes do fim com lesão, e o capitão recebeu vermelho nos acréscimos por falta em meio ao contra-ataque.

O Atlético-GO dominou a partida no início. A bola parada que encaixou e garantiu o primeiro gol do jogo foi isolada. O Atlético-GO não jogou voltado para isso, mas sim organizado. Tanto que chegou a ter mais posse em vários momentos do duelo. Pecou ao não ser mais profundo, em acelerar e finalizar de longe.

Depois do intervalo, o domínio ficou mais evidente. Com mais tempo de posse, criou chances de dentro e de fora da área. Pecou nas conclusões.

O Grêmio fez jogo lento e sem criatividade. O erro na marcação que permitiu ao Atlético-GO abrir o placar não foi ato isolado.

A atuação gremista foi bastante inócua. Mesmo com a bola por mais tempo, gerou poucas chances. Empatou ainda no primeiro tempo graças à desorganização da defesa adversária. E na etapa final, mudou a postura. Abriu mão da posse e esperou contra-ataque.

Chico quase garantiu a vitória ao Atlético-GO no segundo tempo. Um chute forte que explodiu no travessão. O meio-campista foi um dos destaques do jogo também pela precisão nos passes.

ATLÉTICO-GO
Jean; Dudu, João Victor, Éder, Nicolas; Edson, Marlon Freitas, Chico (Henry Vaca), Gustavo Ferrareis (Mateuzinho); Janderson (Everton Felipe), Renato Kayzer (Iuri). T.: Vagner Mancini
GRÊMIO
Vanderlei; Orejuela, Geromel, Kannemann (David Braz), Cortez; Lucas Silva (Darlan), Matheus Henrique, Alisson (Luiz Fernando), Isaque (Fabrício), Everton; Diego Souza (Robinho). T.: Renato Gaúcho
Estádio: Olímpico, em Goiânia (GO)
Juiz: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Cartões amarelos: Geromel, Kannemann e Diego Souza (Grêmio)
Cartões vermelhos: Geromel (Grêmio)
Gols: Edson, aos 10min do primeiro tempo (Atlético-GO); Isaque, aos 43mi do segundo tempo (Grêmio)

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir