Cidadeverde.com
Economia

Com alta no preço do arroz, Procon fará fiscalizações em supermercados

Imprimir

Foto: Divulgação/ MPPI

A exemplo do que acontece em outros estados, o preço do arroz também disparou no Piauí, assim como o de outros itens da cesta básica. Em alguns estabelecimentos, o saco de cinco quilos do cereal já supera a marca de R$ 30,00. 

Para tentar identificar possíveis abusos, o Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) vai voltar a realizar nos próximos dias fiscalizações em supermercados estabelecimentos da capital e do interior. Ao longo dos meses da pandemia da Covid-19, fiscalizações semelhantes já foram realizadas pelo órgão no Piauí. 

“Já foi feito um trabalho e vamos retomar, porque os preços agora aumentaram mais ainda do que a gente esperava. Vamos exigir dos estabelecimentos uma justificativa para esse aumento. Vamos exigir notas fiscais atuais e de antes desse  período, para comparar. O que eles alegam é que houve um aumento na indústria e estão apenas repassando, mas a gente precisa de documentos para fazer esse estudo”, explica o chefe de fiscalização do Procon, Arimateia Arêa Leão. 

Caso as irregularidades sejam comprovadas pelo Procon, os estabelecimentos comerciais podem ser autuados e punidos com multa, que pode chegar até R$ 10 milhões, de acordo com o tamanho do estabelecimento. 


Natanael Souza
[email protected] 

Imprimir