Cidadeverde.com
Últimas

Arcebispo de Teresina reclama de igrejas vazias e critica lotações em praias e bares no Piauí

Imprimir

O arcebispo de Teresina, Dom Jacinto Brito, criticou a lotação nas praias e nos estabelecimentos comerciais enquanto as igrejas continuam vazias nesse período de pandemia do novo coronavírus. As declarações ocorreram no momento da homilia na missa pela festa da padroeira da Arquidiocese, Nossa Senhora das Dores, na terça-feira (15) e repercutiram nas redes sociais. 

 Durante a homilia, o arcebispo diz ter conhecimento da gravação das suas palavras, mas que continuaria a declarar a sua opinião sobre o fato. Dom Jacinto conta que fez uma rápida viagem a cidade de Parnaíba para participar da missa solene do Jubileu de 75 anos da Diocese de Parnaíba, na terça-feira (8).  "As praias no final de semana, no feriado, não vi distanciamento, não vi máscara, não vi álcool em gel. Eu enfrentei um trânsito tremendo para chegar a Parnaíba, a fim de participar dos 75 anos da Diocese. Eram centenas e centenas de veículos", diz no vídeo da homilia.  

Dom Jacinto questiona: "por que as praias não tem coronavírus e as igrejas tem?  Nossa Igreja Católica foi a entidade que mais colaborou para a preservação da vida. Não tenho nenhuma dúvida, tenhamos coragem de chegar, de participar. Abram as portas das igrejas. Quem não pode estar dentro, fique no pátio.  Multipliquem as celebrações, mas chamem o povo católico para a Igreja. Chega! Cinco meses de jejum. Chega".

Ao chamar os católicos para participar das celebrações presenciais, o arcebispo ressalta que é necessário manter a "consciência, a prudência e o cuidado, mas não o medo excessivo". Dom Jacinto também relata que outros templos religiosos mantiveram as atividades sem restrições de distanciamento social. 

"(O Medo). Isso nos paralisa, queremos isonomia; isso significa sermos tratados da mesma maneira como os templos protestantes, evangélicos, que muitos deles nunca pararam, de março para cá. Eu estou sendo gravado, eu sei. Eu estou certo do que estou dizendo. Nunca foram multados, fechados, nem autuados por isso", afirmou.

"As praias agora estão cheias. Os restaurantes estão cheios. Os botequins, prostibulos, shoppings, casa de show. Será possível que é só na hóstia consagrada, no Corpo e Sangue do nosso Salvador, quem tem vírus? Não acredito. Jesus continua salvador.  Vamos ter coragem de voltar", desabafou.

Dom Jacinto Brito pede que  os "padres, diáconos, coordenadores de comunidade tenham a força espiritual de convidar o povo a voltar às igrejas". 

"Está na hora de voltarmos as celebrações com a devida prudência. Se for necessário multipliquem as celebrações para que haja o número permitido, mas não se acomodem. Tem muita gente se acomodando, chega! A minha palavra é essa: chega de acomodação. É hora de voltarmos".   

O Cidadeverde.com entrou em contato com o arcebispo de Teresina, Dom Jacinto Brito, que reafirmou as informações vinculadas no vídeo. Dom Jacinto mantém o mesmo pensamento, mas não irá se pronunciar sobre as declarações. 

 

Carlienne Carpaso
[email protected] 

Imprimir