Cidadeverde.com
Economia

Decreto amplia serviços de saúde e número de pessoas em eventos religiosos

Imprimir
  • drive_tur_comunhão_-80.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-79.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-78.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-77.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-76.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-75.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-74.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-73.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-72.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-71.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-70.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-69.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-68.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-67.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-66.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-65.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-64.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-63.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-62.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-61.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-60.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-59.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-58.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-57.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-56.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-55.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-54.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-53.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-52.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-51.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-50.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-49.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-48.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-47.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-46.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-45.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-44.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-43.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-42.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • drive_tur_comunhão_-41.jpg Roberta Aline / Cidade Verde

A Prefeitura de Teresina ampliou, através de decreto, os horários para o funcionamento dos serviços de saúde na capital e o número de pessoas nas celebrações presenciais em templos religiosos. Todas as atividades devem manter os protocolos de higiene e segurança para evitar a disseminação da Covid-19.

De acordo com o decreto, os atendimentos eletivos dos serviços de saúde humana ambulatoriais passam a funcionar, de segunda-feira a sábado, de acordo com a administração de cada estabelecimento, nos horários de 7h às 18h, no setor público, e de 8h as 18h, no setor privado. 

“As pesquisas sorológicas mais recentes indicam uma estabilização e queda nos casos de coronavírus em Teresina, inclusive com a redução das internações hospitalares. Por isso, estamos dando seguimento ao nosso processo de reabertura gradual e segura”, destaca o secretário municipal de governo, Fernando Said.

O documento trata ainda sobre a flexibilização das medidas de suspensão das atividades religiosas, ampliando a participação nas celebrações presenciais para 50% da capacidade física da igreja ou templo religioso, considerando pessoas sentadas. As atividades religiosas também devem respeitar o distanciamento de 2 metros entre os participantes da celebração. A administração destes locais pode realizar agendamento prévio para que se garanta o cumprimento desta norma. 

As igrejas católicas devem continuar realizando gravações e transmissão de missas online. Se a gravação e/ou transmissão ocorrer de forma conjunta com a celebração, o número de pessoas envolvidas na gravação deve ser computado para o cálculo de 50% da capacidade da igreja.

A lotação máxima de 50% da capacidade do espaço também se estende às atividades das religiões de Matrizes Africanas, igrejas Evangélicas, Centro Espirita e demais Organizações Religiosas. A medida busca garantir distanciamento social adequado entre as pessoas nestes ambientes. Caso os estabelecimentos descumpram o decreto, estarão sujeitos a interdição total das atividades e cassação de alvará de localização e funcionamento.

Da Redação
[email protected]

Imprimir