Cidadeverde.com
Esporte

Flamengo perde prazo, e Conmebol recusa novas inscrições após surto de Covid

Imprimir

Diante do surto de contágio de Covid-19 no elenco, o Flamengo tentou inscrever mais dez jogadores na Copa Libertadores, mas teve o pedido negado pela Conmebol, que indicou que a movimentação aconteceu fora dos prazos estipulados.

Na próxima quarta-feira (30), o time rubro-negro vai encarar o Independiente Del Valle (EQU), no Maracanã, pela quinta rodada da fase de grupos.

O Flamengo tem 34 jogadores na lista da competição. Porém, após a viagem ao Equador, quando encarou justamente o Del Valle, no último dia 17, e Barcelona de Guayaquil, na última terça (22), 16 atletas testaram positivo para coronavírus.

No documento enviado à Conmebol, o clube pedia que a entidade considerasse o "fato público e notório de disseminação da doença em razão de viagem da delegação ao Equador" e solicitava "com a máxima urgência, a liberação em caráter de exceção" da inscrição de dez atletas.

Em resposta, a Conmebol ressaltou que "foram disponibilizadas duas oportunidades para os clubes incluírem 10 jogadores adicionais e chegar ao máximo de 50 jogadores" e que, neste sentido, não seria possível atender o pedido do clube rubro-negro, "tendo em vista que os prazos para inclusão de jogadores adicionais já expiraram".

Bruno Henrique, Diego, Filipe Luís, Isla, Matheuzinho, Vitinho, Michael testaram positivo ainda no fim de semana e foram sacados do jogo de terça.

Everton Ribeiro, Rodrigo Caio, Léo Pereira, William Arão, Renê, Gustavo Henrique, Thuler, Gabriel Batista e João Gomes foram detectados com Covid-19 após exame na quarta (23).

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir