Cidadeverde.com
Viver Bem

Traumas nos olhos exigem investigação cuidadosa

Imprimir

Roberta Aline/Cidadeverde.com

Todos os anos, aproximadamente traumas deixam aproximadamente 1 milhão de pessoas cegas. O problema ocorre por batida e acidentes nos olhos. Em alguns casos, é necessário ser submetido a um processo cirúrgico para solucionar o problema.

Os traumas mais comuns são gerados a partir de batidas, que podem deixar a córnea arranhada ou até deslocar a retina, levando até mesmo a um glaucoma. Existem ainda os traumas perfurantes, muito perigosos. Além da gravidade da situação, a solução está relacionada com a urgência no socorro médico. Quando mais rápido, maiores as chances.

Complicações

Por conta da grande variedade de causas, é muito importante procurar um oftalmologista assim que a situação ocorrer. Com a ajuda de exames, o profissional conseguirá avaliar o caso e apresentar o melhor tratamento necessário.

Se o epitélio for arranhado, por exemplo, a pessoa fica com a visão embaçada. Afinal, ele está ao redor da córnea. Nessas situações, porém, existem curativos. Já no caso de hemorragias, a melhora da saúde ocular pode vir em três dias. Quando há hemorragia e cortes no olho, o médico precisar dar pontos.

Nos casos mais graves, como hemorragia grande, desprendimento do cristalino ou descolamento da retina, o tratamento é cirúrgico. Por isso, procure um médico o mais rápido possível para o diagnóstico. As consultas periódicas também são importantes para prevenir diversos problemas com relação à visão.

 

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir