Cidadeverde.com
Cidades

Após confirmação de Peste Suína no Piauí, Adapi investiga possíveis novos focos

Imprimir
Foto: Roberta Aline/cidadeverde.com
 
Após a confirmação de um novo foco de Peste Suína Clássica em Parnaíba, no início da semana, a Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (Adapi) já deu início ao processo de investigação sobre a possibilidade de outras contaminações. Propriedades rurais da região devem ser visitadas para que os técnicos da Adapi possam coletar informações e amostras para serem analisadas. 
 
A propriedade onde o foco da doença foi identificado foi interditada e os animais sacrificados, seguindo a determinação do Ministério da Agricultura. O local também passa por um processo de desinfecção para eliminação do foco. O trabalho é realizado pela Agência de Defesa Agropecuária (Adapi), também responsável pelas investigações para rastreamento da provável origem.
 
"É um criatório que fica localizado na periferia de Parnaíba. As medidas foram adotadas, como interdição do estabelecimento, sacrifício dos animais e também a desinfecção. A partir de então, foram dada continuidade às ações de investigação complementar para saber a origem desse foco e investigar possível contato desses animais com outros estabelecimentos e, se for o caso, investigar possíveis novos focos", explica o gerente de Defesa Animal da Adapi, Idilio Moura. 
 
Ainda de acordo com a Agência de Defesa Agropecuária, a Peste Suína Clássica não atinge os seres humanos, mesmo assim é preciso tomar alguns cuidados ao consumir a carne. "A Peste Suína é uma doença que atinge somente os suínos domésticos e selvagens, no entanto, orientamos a população a consumir carne que seja inspecionada por um médico veterinário, para garantir a qualidade, mesmo sabendo que a doença não passa para o ser humano", destaca  Idilio Moura. 
 
Peste Suína
 
A Peste Suína Clássica (PSC), também conhecida como febre suína ou cólera dos porcos, é uma doença viral, altamente contagiosa, que afeta somente suínos e javalis. Não oferece riscos à saúde humana e não tem impacto na saúde pública.
 
O estado do Piauí faz parte da zona não reconhecida como livre de PSC, juntamente com outros 10 estados (Alagoas, Amazonas, Roraima, Pará, Amapá, Maranhão, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco). 
 
Natanael Souza
Imprimir