Cidadeverde.com
Entretenimento

Salgueiro é a campeã do Carnaval no Rio de Janeiro

Imprimir
 
O Salgueiro é a escola de samba campeã do Carnaval 2009 do Rio. A escola da zona norte da cidade foi a melhor na Marquês de Sapucaí e recebeu 399 pontos dos 400 possíveis.
 
A Beija-Flor conseguiu 398 pontos é a vice-campeã. Com 390,7 pontos, a Império Serrano foi rebaixada para o Grupo de Acesso.

Antes da divulgação das notas do último quesito, os dirigentes do Salgueiro, no sambódromo, já choravam devido à conquista do título.
 
 
Desempenho
Durante o desfile, o Salgueiro levou para a avenida teatro, dança, circo e acrobacias. Para o abre-alas, a escola chamou a Intrépida Trupe para fazer apresentações guiadas por grandes tambores que tinham as cores do Salgueiro: vermelho e branco.
 
O segundo carro alegórico, chamado Essência Ritual, teve problemas para entrar na avenida. A alegoria mostrou o uso pré-histórico do instrumento, por parte de comunidades tribais, que o construíam com peles de animais, por exemplo.
 
No terceiro setor do desfile, o Salgueiro mostrou o uso místico dos tambores por várias culturas --crendices sobre a influência do toque do objeto sobre bons e maus espíritos e na comunicação com os deuses.
 
 
O Salgueiro também fez homenagem à tradição do boi-bumbá, em especial à festa de Parintins, no Amazonas, que tem participação importante no Carnaval --a proliferação de carros alegóricos com movimento é creditada a profissionais formados na festa amazonense.
 
No sexto carro, a escola mostrou a diversidade dos ritmos do Nordeste brasileiro, com representações de forró, xaxado e maracatu, entre outros. Essa região brasileira também foi representada no sétimo carro, que tinha a forma de um grande trio elétrico, popular no Carnaval de Salvador --Carlinhos Brown foi um destaque da alegoria.
 
A escola usou o veículo para mostrar não só o uso musical do tambor, mas também a importância do instrumento para projetos sociais realizados por grupos como Olodum, Timbalada e Afroreggae.
 
Para a última alegoria, o Salgueiro chamou mestres de bateria de agremiações concorrentes para fazer uma homenagem a um segmento que é considerado o "coração" de uma escola de samba.
 
Fonte: Folha Online
Tags:
Imprimir