Cidadeverde.com
Economia

Nova linha de distribuição de energia deve beneficiar 11 municípios

Imprimir

Foto: Ascom Equatorial

Uma nova linha de distribuição de energia de 69KV, Teresina III/Altos deve melhorar a rede de fornecimento de energia das várias cidades da região metropolitana de Teresina. A obra da Equatorial Energia tem previsão de entrega para o final de 2021 e deve atingir 11 municípíos e mais de 150 mil habitantes.

A nova linha contará com 36 km de extensão e sua implantação tem como objetivo assegurar a qualidade da energia elétrica fornecida, bem como proporcionar a melhoria do atendimento e o nível de tensão a todos os municípios atendidos.

O investimento para a execução da obra é de R$ 12 milhões e impactará positivamente o fornecimento de energia de 11 municípios. No total, a melhoria chegará para uma população de mais de 150 mil habitantes dos municípios: de Altos, Coivaras, Pau D'arco do Piauí, Beneditinos, Prata do Piauí, Alto Longá, Novo Santo Antônio, Castelo do Piauí, São Miguel do Tapuio, Buriti dos Montes, Assunção do Piauí.

A linha, que tem previsão de entrega para o final do 2º semestre de 2021, encontra-se na fase de estudos do projeto executivo, que consiste na análise topógrafica, sondagem e engenharia. Em paralelo, também estão sendo providenciados os licenciamentos para garantia da segurança e sustentabilidade do empreendimento. As obras em campo estão previstas para iniciarem em junho de 2021.

Antônio Simões, Gerente de Obras e Manutenção da Equatorial Piauí destaca que essa linha promoverá uma nova melhoria no atendimento de tensão para a região metropolitana, próxima à capital. “Esssa nova linha com previsão de entrega para 2º semestre de 2021, garantirá um reforço de energia a esta importante região do Estado que nos últimos anos cresceu exponencialmente junto com a capital, tanto no aspecto populacional, como no aspecto estrutural, com maior desenvolvimento e chegada de empresas, indústrias e comércios que demandam maior e melhor qualidade no fornecimento de energia’’ destaca o gerente.

Obras e investimentos

A Equatorial Piauí realiza ainda outras obras para qualificar o fornecimento de energia, como o Projeto Ininga, beneficiando toda a região leste da Capital, Projeto Palmeirais, melhoria para os municípios de Nazária e Palmeirais, e a nova Linha de Distribuição Teresina/Jockey, importante reforço para Teresina. 
Para a empresa, que segue trabalhando mesmo em contexto de pandemia,  o ano de 2020 já é marcado por ser um ano de entrega de cinco novas subestações de energia e três novas Linhas de Distribuição no Piauí.

São mais R$ 31 milhões investidos no estado só nessas obras. Quatro Subestações e duas Linhas de Transmissão já estão em operação: uma Subestação na capital (Subestação Esplanada) e outras três na região dos Cerrados (subestações Quilombo, Cristino Castro e Cerrados) no polo econômico do agronegócio responsável por dobrar o Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) do Estado nos últimos anos (MAPA) e produzir boa parte da riqueza no Piauí.

 

[email protected]

Imprimir