Cidadeverde.com
Geral

Baixo estoque de bolsas de sangue obriga HUT a suspender cirurgias

Imprimir

O Hospital de Urgência de Teresina teve que suspender pelo menos quatro cirurgias neste sábado (24). O motivo é o baixo estoque de sangue disponível na unidade de saúde. Desde o início da pandemia, as doações no Centro de Hematologia do Piauí (Hemopi) caíram drasticamente e consequentemente o repasse de bolsas aos hospitais também diminuiu.  

Entre os procedimentos cancelados no Hospital de Urgência estão cirurgias ortopédicas e urológicas. Em vídeo, o diretor geral do HUT, Rodrigo Martins, explica que o estoque de sangue na unidade de saúde está "bastante reduzido" e pede que a população procure o Hemopi para fazer doações. 

"Estamos realmente com estoque de sangue bastante reduzido. Hoje quatro cirurgias programadas foram suspensas por conta dessa redução do estoque. É preciso que a gente reforce os cuidados da população tendo em vista essa problemática de envio de sangue aqui para o HUT. Faço apelo a  população teresinense, piauiense, que procure o Hemopi para fazer doação, tendo em vista a grande necessidade que temos de utilização de sangue e hemoderivados no HUT  e nos outros hospitais como um todo",  explica Rodrigo. 

O diretor está preocupado com a possibilidade de pacientes em situação grave chegarem a precisar de sangue e não ter estoque no hospital.

"Já  pedimos ao Hemopi para tentar regularizar o quanto antes esse estoque até porque o HUT tem porta aberta, principalmente para o  trauma e algumas vezes pode acontecer de pacientes entrando em choque hipovolêmico, necessitando de sangue sob risco de vida e ter essa dificuldade.  É um problema que a gente precisa observar, somar esforço do município e estado para que a gente tenha o restabelecimento do fornecimento mínimo de estoque para o HUT",acrescenta. 

O Hemopi informou ao Cidadeverde.com que, antes da pandemia, o  Centro recebia uma média de doação mensal de 4.500 bolsas. Com a disparada dos casos de coronavírus, o número de doações caiu para 2.500. 

A retomada das cirurgias eletivas também fez com que o estoque de sangue diminuísse mais ainda. O número de doações  na pandemia caiu 50% e as bolsas disponíveis atualmente não são suficientes para suprir a demanda.

Fotos:Roberta Aline


Como doar

Os requisitos básico para doar sangue é estar com bom estado de saúde e:

  • Pesar mais de 50 Kg
  • Ter idade entre 18 a 69. Menores de idade precisam de termo de autorização
  • Apresentar documento com foto 
  •  Estar alimentado. Evite alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação de sangue.
  • Caso seja após o almoço, aguardar 2 horas.
  • Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas.
  • Pessoas com idade entre 60 e 69 anos só poderão doar sangue se já o tiverem feito antes dos 60 anos.
  • A frequência máxima é de quatro doações de sangue anuais para o homem e de três doações de sangue anuais para as mulher.
  • O intervalo mínimo entre uma doação de sangue e outra é de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres.

As doações podem ser feitas de segunda a sexta-feira no Hemopi. Na manhã o horário de funcionamento é de 8h às 12h e à tarde de 13h às 17h. Sábados e feriados até 17h.

As doações acontecem sem agendamento. Mas, quem ainda assim quiser agendar, pode entrar em contato com os bancos de sangue dos Estado através dos telefones:

Teresina 86 98894-6614
Parnaíba 86 9 8894-7159
Picos 89 98801-1717
Floriano 89 98801-1984 

 O Hemopi garante que está obedecendo as medidas sanitárias para evitar a disseminação do coronavírus e o processo de doação de sangue está seguro.

Unidade móvel

Hemopi realizráa mais uma campanha de doação de sangue. Desta vez a Zona escolhida foi a Sudeste. A campanha acontece nos dias 26 e 27 de Outubro, no Teatro João Paulo II, localizado na região do Grande Dirceu, de 8h30 às 12h e de 14h às 17h nos dois dias.

Desde Junho, a Unidade Móvel vem percorrendo os bairros de Teresina na tentativa de aumentar o estoque do hemocentro.

 

 

“Foi uma alternativa que encontramos de nos aproximar dos doadores, visto que por conta da pandemia, as doações tiveram uma redução de 50%”, explica do diretor Jurandir Martins.

O diretor lembra ainda que todos os dias é preciso ter todos os tipos de sangue no estoque no Hemopi para atender a rede pública hospitalar e parte da rede privada.

 “Somos o único hemocentro do Estado do Piauí e temos uma demanda por sangue que é diária e precisa ser atendida. Com o retorno das cirurgias eletivas, a demanda está próxima da que tínhamos antes da pandemia, porém as doações diminuíram. É preciso equilibrar essa balança e reforçar o pedido para que a população que está saudável e apta a doar venha colabore com o Hemopi”, diz Jurandir Martins.


Izabella Pimentel
[email protected] 

 

Imprimir