Cidadeverde.com
Esporte

Botafogo anuncia demissão do técnico Bruno Lazaroni após menos de um mês no cargo

Imprimir

Foto: Vítor Silva/Botafogo

O Botafogo anunciou a demissão do técnico Bruno Lazaroni nesta quarta-feira. O treinador, que havia sido efetivado após a saída de Paulo Autuori, não chegou a completar um mês no comando do tive alvinegro. Ele foi dispensado do cargo após a derrota por 1 a 0 para o Cuiabá, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, no Engenhão.

Em nota oficial, o Botafogo informou que Lazaroni foi comunicado da decisão em reunião realizada no Engenhão na manhã desta quarta. O clube ofereceu ao profissional a opção de permanecer na comissão técnica e disse que aguarda uma resposta.

Em crise financeira, o Botafogo fez outras mudanças no departamento de futebol e também demitiu o preparador físico Felippe Capella e o auxiliar técnico Fábio Lefundes, contratado no início deste mês.

Bruno Lazaroni foi efetivado após a demissão de Paulo Autuori e assumiu a equipe no dia 1º de outubro. Ele teve pouco tempo para mostrar trabalho e deixa o time com duas vitórias, dois empates e duas derrotas. A ideia é contratar um técnico mais experiente que também possa ajudar fora de campo.

O time alvinegro ocupa a 16ª posição na tabela de classificação do Brasileirão, com 19 pontos somados, e terá de reverter a desvantagem diante do Cuiabá no jogo de volta da Copa do Brasil, na próxima semana, para avançar na competição.

O preparador de goleiros Flavio Tenius irá comandar a equipe no próximo duelo contra o Ceará, sábado, em jogo válido pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Para além do campo, o momento do Botafogo é um dos piores de sua história em razão da crise financeira que o assola. O youtuber e torcedor botafoguense Felipe Neto fez um desabafo nesta quarta e afirmou que clube caminha para a "inevitável falência e ninguém mais vê saída". Ele lamentou a saída do empresário Laécio Paiva do projeto de transformação do clube em S/A, afirmando que a transformação do time em empresa está em rumo diferente do idealizado.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir