Cidadeverde.com
Últimas

Começa proibição de consumo de bebida alcoólica em locais públicos

Imprimir

Foto: Fábio Lima/Cidadeverde.com

O governador do Piauí, Wellington Dias, divulgou nesta sexta-feira (30), um vídeo fazendo uma apelo para que os piauienses obedeçam  as medidas governamentais de combate ao novo coronavírus. Pelo segundo fim de semana consecutivo, o Estado baixou um decreto proibindo o consumo de bebida alcoólica em locais públicos, para evitar aglomerações.

De acordo com o decreto, fica vedado o consumo de bebidas alcoólicas no entorno de estabelecimentos privados como bares e restaurantes, dentre outros. "Ficando ressalvado, o consumo de bebidas alcoólicas apenas para os clientes devidamente sentados em cadeiras e acomodados em mesas, respeitando o distanciamento mínimo de 2 (dois) metros e as demais medidas higienicossanitárias estabelecidas no Protocolo Específico nº 021/2020".

“Estamos tendo um repique da covid em vários lugares do mundo e do Brasil e não queremos que o mesmo aconteça no Piauí. Queremos evitar óbitos. Por isso, contamos com vocês no sentido de obediência às medidas restritivas neste feriado prolongado que se estende até segunda-feira, dia dos Finados”, disse o governador.

 Wellington Dias ressaltou que editou um novo decreto mantendo as restrições pelo segundo fim de semana (se prolongando até o feriado de segunda-feira) para evitar a propagação do coronavírus, mas enfatizou que a população precisa fazer sua parte, com o uso de máscara, praticando o distanciamento social, usando álcool em gel e evitando aglomerações.

O decreto determina também a intensificação de testagem por meio de visitas domiciliares das equipes de saúde, dentro do programa Busca Ativa.

 

 

Representantes do Comitê de Ações Emergenciais (COE) avaliaram como positivos os resultados das ações adotadas no fim de semana anterior.

“A maior parte dos (cidadãos) que procuramos e abordamos atenderam ao pedido da Polícia Militar de cumprir as regras. O trabalho das forças de segurança é sensibilizar a população que ela é necessária para manter os indicadores em condições de controle” ponderou o secretário de Segurança, coronel Rubens Pereira.

 

Da redação
[email protected] 

Imprimir