Cidadeverde.com
Esporte

Em despedida no UFC, Anderson Silva é nocauteado por Uriah Hall

Imprimir

Anderson Silva entrou no octógono do UFC na noite deste sábado para encarar aquela que pode ser a sua última luta pelo UFC - pelo menos é o que crava a maior organização de MMA. Mas o lutador brasileiro sofreu um nocaute técnico do jamaicano Uriah Hall no quarto round do combate.

Considerado um dos maiores ícones da modalidade, o ex-campeão dos médios perdeu pela 11ª vez e soma cartel de 34 vitórias, além de um "No Contest" (sem resultado). A maioria de suas derrotas vieram nos últimos anos, já sinalizando que o brasileiro se aproximava de sua aposentadoria.

Com as atenções voltadas para o seu possível último ato como atleta, ele iniciou uma luta equilibrada com Uriah Hall nos primeiros assaltos. Mas, logo no final do terceiro round, Anderson por pouco escapou de um nocaute. Na quarta etapa da luta, o sonho de encerrar a carreira com mas uma vitória chegou ao fim.

O nocaute saiu quando Uriah Hall disparou um cruzado de direita andando para trás - justamente como Spider fez tantas vezes na carreira - e derrubou o brasileiro. Na sequência, o jamaicano acertou mais golpes até que o árbitro Herb Dean desse a luta por encerrada, a 1min14s do quarto round.

Ao final da luta, houve muita emoção. E não somente de Anderson. Uriah Hall chorou e abraçou o adversário e até foi consolado por ele. "Eu te amo... Eu peço tantas desculpas", disse o vencedor da luta.

Anderson ainda ficou alguns minutos sozinho dentro do octógono antes de conceder entrevista. Ao comentar sobre ser um momento de despedida, o brasileiro voltou a deixar o seu futuro em aberto. "Não sei... É difícil dizer se esta é minha última ou não, porque isso é o meu ar. Fiz isso a vida inteira com meu coração. Vamos ver."

Por Andreza Galdeano e Luis Filipe Santos
Estadão Conteúdo

Imprimir