Cidadeverde.com
Esporte

Em jogo fraco, Vasco leva sustos e empata com o lanterna Goiás fora de casa

Imprimir

Em jogo fraco tecnicamente, recheado de erros e cartões amarelos, Vasco e Goiás empataram por 1 a 1, e mostraram neste domingo porque habitavam a zona de rebaixamento do Brasileirão no início da rodada. 

Se o time goiano, atuando em casa, desperdiçou uma série de chances reais de gol em razão de suas limitações técnicas, o Vasco apresentou desempenho apático, desanimador para a sua torcida.

Apesar do empate, o Vasco conseguiu deixar a zona de rebaixamento, ao menos provisoriamente. Com 19 pontos, ocupa o 16º lugar, mas ainda pode retornar à zona da degola se o Red Bull Bragantino empatar com o Grêmio, na segunda-feira. Mesmo assim, a fase segue ruim para o time carioca, com oito jogos sem vitória no Brasileirão.

O Goiás, por sua vez, somou um ponto no estádio Hailé Pinheiro, embora tenha sido superior ao longo de toda a partida. Mostrando mais disposição do que técnica, a equipe continua na última colocação, com apenas 12 pontos, e ainda busca a primeira vitória sob o comando do técnico Enderson Moreira.

Consequência do baixo nível técnico visto em campo, o jogo foi marcado pelas faltas. Foram 11 cartões amarelos durante os 90 minutos.

O JOGO - Cada vez mais preocupado neste Brasileirão, o Goiás partiu para cima no começo do jogo e até esboçou pressão sobre a defesa vascaína nos primeiros 10 minutos. O time da casa, contudo, demonstrava muitas falhas técnicas, tanto nos passes quanto nas finalizações, e desperdiçava chances.

Abusando da irregularidade, o Vasco também exibia erros, mas em menor quantidade. Porém, aproveitou lance de bola parada para abrir o placar. Aos 16 minutos, após cobrança de escanteio, Léo Matos escorou de cabeça na primeira trave. A bola acertou a trave e entrou. O lateral fazia sua estreia com a camisa do Vasco.

A partir daí, até o final do primeiro tempo, o Goiás voltou a buscar o ataque com frequência, diante da apatia vascaína. E as chances de gol iam se acumulando. Aos 26, Fernandão surpreendeu ao finalizar para fora, na pequena área, mesmo diante de Fernando Miguel no chão.

Dez minutos depois, o mesmo Fernandão agiu como "garçom" para Keko, que encheu o pé dentro da área, quase da marca do pênalti, e também errou o alvo.

Do outro lado, as dificuldades do Vasco só aumentavam. Antes do intervalo, Talles Magno precisou deixar o gramado em razão de dores no quadril.

No segundo tempo, a situação do time carioca seguiu piorando, com rendimento cada vez mais baixo em campo. Aos 11 minutos, o Goiás aproveitou a atuação ruim do adversário e empatou. Após bate-rebate na área, a bola sobrou para Shaylon, que não desperdiçou.

Depois do empate, perdeu em ritmo, embora o Goiás demonstrasse mais disposição de competir. Tropeçava nas próprias falhas, mas seguia buscando o ataque. Já o Vasco parecia abatido, sem demonstrar qualquer perigo à defesa anfitriã.

Nos instantes finais, o Goiás ainda desperdiçou mais uma grande chance de vencer. Aos 45 minutos, Baggio cabeceou na pequena área e acertou o pé da trave. Nos acréscimos, Rafael Moura perdeu outras duas oportunidades surpreendentes, trazendo alívio à torcida vascaína.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir