Cidadeverde.com
Esporte

Médico diz que Maradona passou bem a noite em clínica e nega rumores de covid-19

Imprimir

Com um quadro de desidratação e anemia, Diego Maradona foi internado na noite de segunda-feira em uma clínica médica em Buenos Aires. Nesta terça, Leopoldo Luque, médico do ex-jogador argentino e atual técnico do Gimnasia La Plata, conversou com a imprensa do lado de fora do Sanatório Ipensa e explicou a situação.

Logo de início, Luque negou os rumores de um possível contágio por covid-19. Segundo o médico, Maradona está internado em um "quarto comum" e disse que o ex-jogador apresentava um quadro de desidratação e anemia quando deu entrada na clínica.

"Há momentos em que é preciso valorizar um pouco mais o Diego. Ele não é um paciente fácil. Ele é um paciente idoso, com muitas pressões na vida e é um momento em que temos que ajudá-lo. É muito difícil ser Maradona", disse Luque.

O técnico do Gimnasia La Plata teria ainda perdido peso, já que seu quadro de depressão afetou a sua alimentação. Luque garantiu que ele passou a noite bem, mas esclareceu que a ideia é que fique em observação por alguns dias. "Diego não entrou com urgência. Não é que esteja em estado crítico nem nada parecido. Está melhor que ontem (segunda-feira). A ideia é que continue aqui mais uns dias".

O médico também acrescentou que Maradona resistiu à internação inicialmente, mas acabou cedendo. "Disse ao Diego para ir à clínica. No começo ele não quis, mas depois aceitou. Ele é um paciente complicado, difícil de tratar, porque não é tão obediente quanto os outros", completou.

Maradona apareceu em público pela última vez na sexta-feira passada, dia de seu aniversário de 60 anos, na partida entre o Gimnasia La Plata e o Patronato, pela Copa da Liga Profissional, que terminou com a vitória de sua equipe por 3 a 0. Apesar das diversas homenagens que lhe foram feitas, o técnico não demonstrou sua alegria habitual na beira do campo.

Nesta segunda-feira, Maradona teria acordado com dor no estômago e sem vontade de comer. Matías Morla, advogado do ex-jogador, e Luque tentaram convencê-lo a mudar de atitude, sem sucesso. Então, junto com a família, decidiram interná-lo para os exames

Para o aniversário de 60 anos, Maradona se mobilizou com a intenção de reunir todos os seus filhos, feito que acabou não conseguindo realizar e o deixou abatido - apesar das diversas mensagens de carinho que recebeu dos descendentes e de outras pessoas ao redor do mundo.

Outra fonte de tristeza para Maradona teria sido a morte do cunhado, Raúl Machuca, vitimado pelo novo coronavírus aos 77 anos de idade. Marido de Kity, irmã do craque, Machuca ficou 20 dias internado antes de falecer, e o ocorrido teria atingido Maradona fortemente.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir