Cidadeverde.com
Geral

Motoristas de ônibus encerram greve após prefeitura mediar impasse

Imprimir

Foto: Roberta Aline

Os motoristas e cobradores de ônibus anunciaram na tarde desta quinta-feira (5) o fim da greve que já dura oito dias. A categoria encerra a paralisação após a Prefeitura de Teresina mediar impasse e apresentar uma proposta de pagamento dos tíquetes alimentação e o plano de saúde.

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes (Sintetro) resolveu paralisar as atividades após os empresários comunicarem que devido a crise ficaria suspenso o pagamento dos tíquetes e do plano de saúde. Os valores dos tíquetes mensal são de R$ 611 (motoristas), R$ 482 (cobradores) e R$ 356 (os trabalhadores da administração). Já o plano de saúde varia de R$ 141 a R$ 180,00.

A prefeitura apresentou uma proposta de subsidiar os dois benefícios por quatro meses (de outubro a janeiro).

“Resolvemos aceitar a proposta e continuar a luta pelo plano integral, já que o dissidio será analisado”, disse o presidente do Sintetro, Ajuri Dias.

O acordo foi assinado pelo Sindicato e Setut (Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina) e será homologado pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT). 

A partir da meia noite, os trabalhadores voltam as atividades. São cerca de 1.600 cobradores, motoristas e funcionários do setor administrativo. 

A frota de ônibus volta a funcionar, no entanto, continua reduzida, devido a pandemia. Atualmente é para estar em circulação cerca de 240 ônibus.

 


Flash Yala Sena
[email protected]

Imprimir