Cidadeverde.com
Economia

Home-office aumenta a procura por materiais de escritório

Imprimir

Fotos: Ascom

Durante a quarentena devido a pandemia de Covid- 19 as empresas tiveram que se reinventar e uma das soluções encontradas para o trabalho feito no escritório foi o home-office definição em inglês para escritório em casa que acabou entrando no vocabulário nacional. 

Essa nova realidade ocasionou a necessidade de criar um ambiente com todos os componentes necessários para executar o trabalho com qualidade, o que gerou um aumento na procura por materiais para escritório.

“Em maio deste ano tivemos uma procura imensa, principalmente nas vendas de impressoras e suprimentos de informática, nesse período as pessoas já começavam a se adaptar ao novo normal e perceberam que precisavam não só de um local em casa para trabalhar como também de um bom material como suporte” explicou a gerente comercial de uma loja especializada, Paula Normando.

Segundo especialistas, apesar do aumento ter sido ocasionado pela pandemia, essa é uma tendência sem volta. Um estudo realizado em junho deste ano pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra que o trabalho por home-office poderá alcançar 22,7% das ocupações existentes no país, o que corresponde a mais de 20 milhões de pessoas. Os grandes centros concentram as maiores oportunidades, contudo segundo a pesquisa o Piauí apresenta um potencial de 15,6% das atividades em home -ffice ou cerca de 192 mil pessoas trabalhando dessa forma. Além disso, algumas empresas devem adotar o sistema híbrido, quando o funcionário fica em casa alguns dias na semana.

A gerente comercial concorda que a tendência vai continuar e tem aprimorado sua equipe para atender a demanda. “Hoje estamos vivendo uma realidade em vendas muito próxima da de antes da quarentena porque agora aliamos a venda para home-office e a reposição de estoque nos locais de trabalho e tudo indica que essa demanda vai continuar” finalizou.

[email protected]

Imprimir