Cidadeverde.com
Esporte

Grêmio derrota o Cuiabá fora de casa e abre vantagem por vaga na semifinal

Imprimir

O Grêmio derrotou o Cuiabá por 2 a 1 nesta quarta-feira, fora de casa, na Arena Pantanal, e abriu vantagem por uma vaga na semifinal da Copa do Brasil. Os três gols foram marcados no primeiro tempo. 

Foto - Lucas Uebel - Grêmio

Diego Souza e Jean Pyerre garantiram o triunfo dos gaúchos e a equipe do Mato Grosso foi às redes com Willians. O time tricolor ainda foi pressionado e levou uma bola na trave na etapa final, mas segurou o resultado.

Com o resultado positivo, o Grêmio chegou à sexta vitória consecutiva na temporada, feito que nunca havia sido alcançado antes com o técnico Renato Gaúcho, e ampliou sua invencibilidade para nove partidas no ano. Desde o último revés, para o Santos, foram sete vitórias e dois empates. Já o Cuiabá sofreu sua primeira derrota em casa no ano.

O time tricolor tem a vantagem do empate para se classificar às semifinais. Já a equipe mato-grossense terá de vencer por dois gols de diferença para avançar. Se triunfar por um gol, a vaga será decidida nas penalidades. Os rivais voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, às 16h30, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

Antes, o Grêmio tem compromisso pelo Brasileirão e o Cuiabá, pela Série B. O time gaúcho encara no sábado, às 19h, o Ceará, em casa, pela 21ª rodada. No mesmo dia, mas às 21h30, o time mato-grossense recebe o América-MG, em duelo pela vice-liderança da competição.

O primeiro tempo foi agitado na Arena Pantanal. O Grêmio foi superior, especialmente pela movimentação e pela atuação de destaque de Jean Pyerre, que não errou um passe sequer e comandou o meio de campo gremista. O time gaúcho inaugurou o marcador após bela construção que envolveu Pepê, Ferreira, Victor Ferraz e Diego Souza.

Aos sete minutos, Victor Ferraz cruzou na medida para Diego Souza, que subiu mais que Kunde e abriu o placar. No entanto, o Cuiabá cresceu e logo chegou ao empate aproveitando espaços cedidos pelo rival. Os anfitriões respondera também pelo alto e foram às redes com Willians.

O atacante, improvisado como homem de área, foi acionado por Hayner, subiu livre no meio da defesa gremista e cabeceou no alto para empatar. A partida esfriou um pouco até Pepê Anderson Conceição chegar de carrinho e derrubar Pepê dentro da grande área.

Depois alguns minutos, o árbitro confirmou o pênalti. Jean Pyerre converteu e recolocou os gaúchos em vantagem aos 42 minutos. O meio-campista dedicou o gol ao seu pai, que esteve internado por um longo período, diagnosticado com covid-19.

Na volta do intervalo, os anfitriões aumentaram a produção ofensiva e encurralaram o adversário. A equipe mato-grossense chegou a ter nove finalizações a mais que o rival, mas não encontrou o caminho do gol novamente graças, especialmente, às intervenções de Vanderlei.

Aos 10 minutos, o goleiro fez uma defesa providencial na finalização de Willians de cabeça. No rebote, Maxwell acertou a trave e, depois, Elvis concluiu por cima.

Seis minutos depois, Perdigão acionou Maxwell, que arriscou de longe. A bola foi em direção do gol, e novamente Vanderlei apareceu para salvar os visitantes.

O time de Renato Gaúcho respondeu com Jean Pyerre. O meia tramou com Matheu Henrique jogada que envolveu a defesa do Cuiabá na base dos toques rápidos e arrematou de fora, para a defesa de João Carlos. Os dois treinadores promoveram muitas alterações, com objetivos distintos, mas o jogo piorou e ficou truncado.

Melhor para o Grêmio, que volta a Porto Alegre com a vantagem de poder empatar para ir às semis. A diferença poderia ter sido ainda maior, já que no último lance surgiu uma oportunidade de ampliar com Everton, que parou no goleiro João Carlos.

Por Ricardo Magatti, especial para a AE
Estadão Conteúdo

Imprimir