Cidadeverde.com
Geral

No Piauí, 1.392 candidatos optaram a fazer o Enem Digital; veja datas

Imprimir

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com 

No Piauí, 1.392 candidatos optaram em fazer a versão digital da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021. A aplicação irá ocorrer somente nas cidades de Parnaíba e Teresina. Ao todo, o estado registrou 135.178 mil inscrições. 

A diretora de mediação tecnológica da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), Viviane Carvalhedo, explica que o Enem Digital é um formato planejado ainda no ano de 2015, com aplicação gradual entre os anos de 2020 e 2024.  A expectativa é de que a partir do ano de 2025, o Enem tenha aplicação digital em todo o Piauí.  

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) esclarece que o Piauí registrou, em 2020, um aumento de 10,4% no número de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em comparação com o número de candidatos que confirmaram a inscrição no ano passado. Foram 135.178 inscrições confirmadas; em 2019, 122 mil.

No Piauí, dos mais de 135 mil candidatos que confirmaram as inscrições para a realização da prova, que deve ser aplicada no final desse ano, 133.786 solicitaram a aplicação do Enem impresso. Outros 1.392 piauienses optaram pelo Enem Digital, novidade desta edição.

A Seduc esclareceu ainda  que o estudante tem total liberdade para escolher o formato de prova que irá fazer (digital ou impressa). Esclarecemos, ainda, que inscrições, aplicação e segurança do certame são de responsabilidade do Inep e da empresa contratada para aplicação das provas.

“No primeiro edital do Enem, nós não fomos contemplados com aplicação no formato digital, que era de 100 mil vagas. Posteriormente, a segunda versão do edital possibilitou que dois municípios do Estado tivessem a aplicação na forma digital com possibilidade de 6 mil vagas”, diz a coordenadora.

Mesmo com a disponibilidade das 6 mil vagas para o Enem Digital, somente 1.392 inscrições foram validadas..  A coordenadora ressalta que as vagas restantes não foram validadas por diversos motivos, dentre eles o não pagamento da taxa de inscrição ou por ausência de dados necessários para finalizar a inscrição. 

Os candidatos optaram por qual formato de prova fazer no momento da inscrição, no mês de maio. “Eles tinham as duas opções até preencher as 6 mil vagas. No momento do preenchimento das 6 mil vagas, já não ficavas mais disponível (a opção digital) e a pessoa só podia optar pelo formato tradicional”. 

Provas

Serão quatro domingos sequenciados de provas, dois para a prova tradicional e dois para a versão digital.

  • 17 e 24 de janeiro: Enem Tradicional
  • 31 de janeiro e 7 de fevereiro: Enem Digital


As equipes das instituições aplicadoras já estão no estado para analisar a estrutura das escolas aptas a receber os alunos para a realização da prova em janeiro e fevereiro de 2021. 

Para o próximo Enem, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) ampliou o número de cidades polos para a aplicação das provas: de 32 para 34 cidades. 

Versão Digital e Redação

Viviane Carvalhedo esclarece que a prova acontece em novo formato, mas que continuará com aplicação nos prédios públicos. A prova não será na casa dos candidatos por meio da internet, como muitos pensam. 

No dia da aplicação, os candidatos  que optaram pela versão digital irão até a escola (que constará no cartão do candidato) para fazer a prova que estará disponível em um dispositivo eletrônico.


Neste Enem 2021, em particular, a prova de redação será no mesmo tradicional para todos, ou seja, manuscrita, independente de ter optado pelo formato digital. 

“A aplicação no formato digital é uma transposição do formato tradicional em papel para o digital em máquina. Continua sendo uma aplicação nas escolas, acontecerá em prédios públicos, pela logística das empresas aplicadoras do Enem”. 

“A instituição que ganha a licitação para (o formato digital) traz a máquina, o dispositivo, com a prova para fazer a aplicação nas escolas. É tal qual acontece na aplicação tradicional, só que em vezes de fazer o formato tradicional com a aplicação de provas de papel, (o candidato) vai se dirigir até a escola para a aplicação em dispositivo, em máquinas ou notebooks”. 


Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com 
 

Máscara 

Durante toda a aplicação das provas, tanto no formato tradicional como no formato digital, o uso da máscara facial de proteção será obrigatório, como uma das medidas de prevenção ao novo coronavírus.

“Nós, da secretara, temos orientado aos nossos estudantes que façam testes, simulados, utilizando a máscara para que eles possam sentir como é fazer o exercício de preparação. A preparação do Enem não passa exclusivamente por uma preparação de conteúdo, ela também é uma preparação física e emocional”.

A coordenadora destaca que o Piauí é referência no número de inscritos e na quantidade de aprovações por esse exame. No Enem 2018 foram 119 mil inscritos; já o Enem 2019 registrou 122 mil inscrições e, mais recentemente, o Piauí contabilizou 135 mil candidatos inscritos.

“No Piauí nós temos uma plataforma de inclusão universitária conhecida nacionalmente, que é o Pré-Enem Seduc. O Pré-Enem Seduc tem aprovado. O Piauí é destaque nacional e a prova disso é que nós somos o estado do país que há quatro anos consecutivos que mais coloca gente para fazer o Enem”. 

 

Carlienne Carpaso
[email protected] 

Imprimir