Cidadeverde.com
Últimas

Saiba como sacar o FGTS emergencial de R$ 1.045 após fim do prazo

Imprimir

Foto: Roberta Aline / Cidadeverde.com

Trabalhadores que não fizeram o saque emergencial de até R$ 1.045 do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) terão os valores revertidos às suas contas vinculadas a partir desta segunda-feira (30), diz a Caixa.

Segundo o banco, cerca de R$ 7,9 bilhões que foram creditados nas contas poupanças sociais digitais e não foram movimentados retornarão ao Fundo com os valores devidamente corrigidos.

O processamento do retorno dos valores pode levar até sete dias corridos. Os cidadãos que ainda desejarem retirar os recursos devem solicitar o saque pelo aplicativo FGTS entre os dias 7 e 31 de dezembro.

Nesses casos, o saldo será transferido novamente para a conta digital aberta automaticamente pela Caixa para todos os beneficiários e ficará disponível para movimentação pelo aplicativo Caixa Tem.

O montante, explica a Caixa, poderá ser utilizado em transações eletrônicas, saque em espécie ou transferência, sem custo, para outras contas.

O valor do saque é de até R$ 1.045, independentemente da soma dos saldos de todas as contas ativas ou inativas com saldo no FGTS.

A liberação do FGTS emergencial começou a ser feita em 29 de junho, via poupança social digital, para nascidos em janeiro. O calendário seguiu até 14 de novembro, quando os valores foram disponibilizados para saque em espécie para os nascidos em dezembro.

Independentemente do mês de nascimento do trabalhador, o saque do FGTS emergencial pode ser realizado até 31 de dezembro de 2020.

Quem ainda não recebeu
Para receber o saque emergencial FGTS, é preciso estar com os dados cadastrais atualizados. Os trabalhadores que ainda não receberam devem acessar o aplicativo FGTS, complementar os dados cadastrais e solicitar o saque dos valores, que serão creditados na conta poupança social digital. O valor e a data do crédito serão informados em seguida.

Canais de consulta
A Caixa disponibilizou os seguintes canais de atendimento para o Saque Emergencial FGTS:
> App FGTS
> Site fgts.caixa.gov.br
> Central de Atendimento Telefônico Caixa 111, opção 2
> Internet Banking CAIXA

Fraudes
A Caixa não envia mensagens com solicitação de senhas, dados ou informações pessoais. Também não envia links ou pede confirmação de dispositivo ou acesso à conta por e-mail, SMS ou WhatsApp.

Muitos trabalhadores têm se queixado de fraudes no seu FGTS emergencial.

Depois de conseguir o CPF do trabalhador, o criminoso obtém a senha do Caixa Tem e cadastra um email criado por ele como sendo da vítima. Com esses dados, consegue movimentar os valores, pagar compras e até pagar boletos.

Há duas formas de identificar o golpe: acompanhar extratos do FGTS ou tentar fazer o saque pelo aplicativo Caixa Tem.

O trabalhador que acreditou que não precisaria sacar o crédito feito pelo governo em uma conta aberta em seu nome, sem autorização, poderá nunca perceber que o dinheiro foi subtraído.

Quem descobriu que caiu no golpe deve ir pessoalmente a uma agência da Caixa para contestar o saque indevido. É preciso levar CPF e documento oficial com foto.


Fonte: Folhapress 

Imprimir