Cidadeverde.com
Entretenimento

Aos 87 anos, Nicette Bruno está sedada na UTI e tem quadro considerado grave

Imprimir

Foto: Divulgação

Nicette Bruno, 87, continua internada na UTI da Casa de Saúde São José, no Rio. De acordo com boletim médico divulgado pela instituição nesta quarta-feira (2), o quadro dela é considerado grave.

A atriz está sendo tratada de uma pneumonia causada pela Covid-19. "Ela está sedada, intubada e respirando através de um ventilador mecânico", dizem os médicos. "Ela segue sob cuidados intensivos e acompanhada por equipe médica assistente, além de equipe multidisciplinar do hospital."

Na terça-feira (1º), a filha dela e também atriz Beth Goulart, 59, afirmou que Nicette havia apresentado uma leve piora no estado de saúde. A veterana de dramaturgia recebeu diagnóstico positivo para Covid-19 e está internada em um hospital particular no Rio desde domingo (29).

Por meio de um vídeo publicado em seu Instagram, Goulart pediu que amigos, familiares e fãs façam uma corrente de oração para a recuperação da mãe. Esperançosa e com sorriso no gosto, a atriz ainda diz que sua mãe não está sentindo dor.

Nos comentários, colegas de televisão expressaram apoio através de mensagens e comentários no perfil de Goulart. O ator Ary Fontoura afirmou: "Ela vai superar minha querida". Uma lista extensa de artistas também comentaram, entre elas; Leona Cavalli, Leda Negla e Duda Negla, Paloma Bernardi, Kika Kalache

Nany People, Viviane Araujo, Carla Diaz, Juliana Paiva, Dudu Azevedo, entre outros.

Nicette é filha da atriz Eleonor Bruno e começou na carreira artística muito cedo, sendo contratada aos 14 anos como profissional de teatro pela Companhia Dulcina-Odilon. Sua estreia oficial nos palcos aconteceu em 1947 na peça "A Filha de Iório".

A atuação da atriz na TV é repleta de personagens marcantes, como a Dona Benta, do "Sítio do Pica-Pau Amarelo", a Juju, de "Sete Pecados e a Ester de "Órfãos da Terra". Seu último trabalho na telinha foi em "Éramos Seis", como Madre Joana, uma participação em homenagem a ela, que protagonizou a trama na versão que foi ao ar 1977 pela extinta Tupi.

 

Fonte: Folhapress

Imprimir