Cidadeverde.com
Geral

Preso quinto suspeito de invadir cidade e fazer reféns durante roubo a banco no Piauí

Imprimir

Foto: reprodução de vídeo enviado ao Cidadeverde.com 

Moradores rendidos pelos assaltantes durante assalo ao Banco do Brasil de Miguel Alves

O Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) prendeu o quinto suspeito de participação ao assalto do Banco do Brasil da cidade e Miguel Alves, no interior do Piauí. O caso- que ocorreu em outubro- teve repercussão nacional pela forma como os criminosos armados com fuzis invadiram a cidade e renderam quase dez moradores. O coordenador do Greco, delegado Tales Gomes, explica que o suspeito preso tem histórico de roubo a banco, inclusive, no assalto ao Banco do Brasil de Luzilândia em 2011 que terminou com o gerente morto no confronto. 

J. A. N. P, vulgo Cabeção, foi preso na Avenida Maranhão, em Teresina, após tentar fugir por cerca de 3 km. 

Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com

Delegado Tales Gomes, coordenador do Greco

"Ele participou diretamente do roubo, invadiu a cidade, rendeu reféns. Após o assalto, ele fugiu de imediato e veio para zona Norte de Teresina. Ontem (07) foi abordado no Poti Velho e entrou em confronto com o Greco, chegou a trocar tiros, mas foi preso na Avenida Maranhão, após tentar escapar por cerca de 3 km. Ele tem histórico de assalto a banco como, por exemplo, em Valença e Luzilândia onde um gerente acabou perdendo a vida", explica Tales Gomes. 

O delegado acrescenta que Cabeção saiu do sistema prisional em maio deste ano. Com ele foram apreendidos um carro, uma pistola calibre 380 e R$ 2.500. 

Ao todo, nove criminosos teriam participado diretamente do assalto que rendeu menos o que esperavam porque não conseguiram arrombar totalmente o cofre. Durante o cerco policial, dias após o roubo, um dos bandidos morreu em confronto e também um morador. Além de Cabeção, o Greco prendeu, anteriomente, mais três suspeitos.


Graciane Sousa
[email protected]

Imprimir