Cidadeverde.com
Esporte

Cruzeiro faz acordo na Justiça e pagará R$ 15 milhões a Dodô por rescisão

Imprimir

O Cruzeiro comunicou nesta sexta-feira que resolveu o impasse jurídico com Dodô. No acordo para a rescisão do contrato e pagamento do FGTS, o lateral-esquerdo receberá R$ 15 milhões. Além disso, agora está livre no mercado para se transferir a qualquer outro clube.

O pagamento será dividido em 60 parcelas de R$ 250 mil, com a primeira devendo ser depositada em janeiro de 2022. Mas se o Cruzeiro atrasar cinco pagamentos, terá de quitar todo o valor restante integralmente, além de aplicação de 10% de multa sobre o saldo devedor e juros de 1% ao mês.

O impasse judicial se iniciou no começo de 2020 e paralisou a carreira de Dodô, que não disputa um jogo desde a derrota do Cruzeiro para o Palmeiras na rodada final do Campeonato Brasileiro de 2019, resultado que culminou no rebaixamento do clube à Série B.

Na avaliação do Cruzeiro, o acordo foi vantajoso, pois o clube já devia R$ 13 milhões a Dodô. E caso a ação do jogador para renovação do contrato até o fim de 2023 prosperasse, o clube teria de arcar com mais R$ 27 milhões, com o lateral recebendo salários mensais de R$ 550 mil.

Dodô chegou ao Cruzeiro no início de 2019, em acordo de empréstimo junto à Sampdoria. O clube, porém, teria de assinar com ele até 2023 se o lateral disputasse três jogos ou se o time somasse 15 pontos no Brasileirão do ano passado. 

Mas a atual gestão considerou que as cláusulas eram práticas de má fé e não aceitou cumprir a cláusula. Com isso, o jogador havia acionado o clube na Justiça para que o acordo fosse cumprido.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir