Cidadeverde.com
Esporte

Na luta contra queda, Botafogo confia em mudança de postura com Barroca

Imprimir

Na lanterna do Campeonato Brasileiro, a diretoria do Botafogo aposta em uma mudança de postura do elenco atrelada à chegada de Eduardo Barroca para conseguir uma sequência até então inédita na competição e se manter vivo na elite do futebol.

A equipe alvinegra, com 20 pontos no torneio, tem pela frente uma sucessão de partidas que são apontadas como cruciais nesta briga: a primeira delas neste sábado (19), contra o Coritiba, seguida de duelos com Corinthians, no domingo seguinte (27), Athletico-PR e Vasco, esses últimos já em 2021.

Destes adversários, apenas o Corinthians encontra-se mais desgarrado da degola, com 33 pontos. Athletico (28), Vasco (25), e Coritiba (21) ainda estão na luta para escapar da queda à Série B, o que faz a importância dos confrontos ser ainda maior, uma vez que se tornam adversários diretos.

A missão, porém, não será das mais fáceis diante do desempenho na atual edição do Brasileiro. Até aqui, o clube alvinegro conquistou apenas três triunfos, contra Atlético-MG, Palmeiras e Sport.

Uma aposta da cúpula é a mudança de clima com a chegada de Eduardo Barroca. Há o entendimento de que o treinador "ganhou o vestiário" e fez com que o elenco já demonstrasse uma outra postura no jogo com o Internacional no último sábado (12), apesar do resultado negativo no Beira-Rio.

Barroca iniciou o trabalho junto ao grupo de forma mais efetiva no dia 10 deste mês. Anunciado no fim de novembro como substituto do argentino Ramón Díaz, que nem sequer estreou, ele testou positivo para Covid-19 e teve de ficar um período afastado para cumprir o isolamento. Desta forma, foi impedido de comandar a equipe nas derrotas para Flamengo e São Paulo.

Recuperado, Barroca fez a estreia à beira do gramado contra o time colorado. Antes mesmo da partida, em mensagem à torcida do Botafogo, indicou o que pediria aos jogadores.

"Temos ciência do momento que estamos passando, mas com muito trabalho, dedicação, mudança de hábito... A gente precisa dar uma resposta imediata", disse, em vídeo divulgado pela Botafogo TV.

Em Curitiba, o treinador não poderá contar com Victor Luis e Bruno Nazário, suspensos. Em contrapartida, Marcelo Benevenuto volta de suspensão. Do lado do Coritiba, William Matheus, Matheus Sales e Matheus Galdezani retornam também após passarem por gancho.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir