Cidadeverde.com
Economia

Nova subestação vai evitar falta de energia no Polo Industrial e de mais 200 mil usuários

Imprimir

Foto: Yala Sena/Cidadeverde.com 


Com investimento de R$ 10 milhões, a empresa Equatorial inaugura uma subestação que vai evitar a falta de energia no Polo Industrial Sul, um dos principais centros industriais de Teresina, e irá abastecer nove bairros da capital. 

A solenidade realizada na manhã desta terça-feira (22) contou com CEO da empresa, Augusto Miranda, e do o novo presidente do Piauí, Maurício Velloso, além do governador Wellington Dias (PT)  e do secretário de Fazenda, Rafael Fonteles. 

A subestação, que foi construída em tempo recorde, 180 dias, tem a capacidade de 30 megawatts de potência, cinco vezes mais energia do que a necessidade daquela região. Além da subestação, a empresa inaugurou uma linha no bairro Jockey. Com as obras, mais de 200 mil consumidores serão beneficiados com energia de qualidade. A subestação Esplanada atenderá 85 mil usuários no Polo Industrial, nove bairros  e a cidade de Demerval Lobão. Já a do jockey vai incrementar a zona Leste, Sudeste, parte da Norte e Centro, atingindo um público de mais de 120 mil consumidores. 

O novo presidente da Equatorial no Piauí, Mauricio Veloso, a subestação Esplanada vai atender cerca de 85 mil famílias da região. 

"A primeira coisa que o empresário quer saber é se tem energia. A subestação tem a robustez e vai levar energia de qualidade para o Polo Industrial Sul e toda aquela região", disse

O presidente admite que o período chuvoso afeta o sistema de energia e provocam desligamentos. "O que estamos fazendo é reforçar a estrutura de distribuição e automatizando o sistema", explicou. 

Augusto Miranda, CEO da Equatorial, informou que a empresa está presente no Piauí, Maranhão, Pará e Alagoas, atendimento cerca de 40 milhões de pessoas. Ele informou que em dois anos, a empresa já investiu R$ 650 milhões no Piauí. Um dos maiores investimento é a linha que vem de Buritirana, no MA chegando à cidade de Queimada Nova com investimento de R$ 500 milhões. A linha terá 300 km de extensão. 

O Polo Industrial Sul possui cerca de 80 empresas e uma das grandes reclamações dos empresários é qualidade da energia. A falta e a oscilação provocam queima de equipamentos, causando prejuízos ao setor.
Linha da subestação Jockey

Foto: Yala Sena/Cidadeverde.com 

O engenheiro de Operações da Equatorial, Dênis Costa, destacou que a linha inaugurada na subestação Jockey de 1,5 km vai beneficiar cerca de 120 mil consumidores. 

“Teremos oportunidade de transferir mais cargas em caso de contingência entre as subestações que nós temos, seja cargas com a subestação Macaúba, Satélite, Marques com Jockey, reforçada com a linha”, afirmou.

Ele informou que linha dará mais disponibilidade de energia com qualidade e menor tempo e frequência de interrupção.

 


Flash Yala Sena 

[email protected]

Imprimir