Cidadeverde.com
Esporte

Festa em Piripiri: 4 de Julho é campeão piauiense de futebol

Imprimir

Terminou de maneira empolgante a partida decisiva do Campeonato Piauiense de Futebol, na cidade de Picos. O ambiente não estava favorável para um bom espetáculo porque a chuva que caiu na cidade deixou o gramado do Estádio Helvídio Nunes alagado, em más condições para boas atuações das equipes. 

Foto - Elziney Santos - FFP

Picos precisava, no mínimo, vencer por 2 gols de diferença para forçar os pênaltis. O Colorado seria campeão até mesmo perdendo por um gol.  

A impressão inicial indicava que seria difícil marcar gols naquele campo, mas foi tudo diferente. Aos 18 minutos Ruan aproveitou boa bola de Jáder e fez 1 x 0 para Picos. 

Estava encaminhada uma virada no placar agregado das duas partidas, mas no comecinho do segundo tempo Thedy Love empatou para o 4 de Julho. Certamente que a torcida do time alvirrubro começou a comemorar o título.

Fotos - Samila Milhomem - FFP

As emoções maiores estavam mesmo reservadas para os instantes finais. Aos 37 minutos do segundo tempo o jogador Heitor, logo após substituir Rafael Freitas, marcou 2 x 1 para Picos.

E aos 48 minutos, quando o muita gente do 4 de Julho pedia o fim do jogo, lá estava Ruan para fazer 3 x 1 para os picoenses.

A frustração bateu no Colorado. A decisão iria para os pênaltis. O placar somado dos dois jogos ficou empatado em 3 x 3.

Deixando o título escapar no minuto final, jogadores do 4 de Julho poderiam ser afetados negativamente nas cobranças, mas o contrário aconteceu. 

Foi assim:

Primeira cobrança – Pica Pau marcou para o 4 de julho; Jáder empatou para Picos – 1 x 1.

Segunda cobrança – Ricardinho marcou para o 4 de Julho; Esdras empatou para Picos – 2 x 2.

Terceira cobrança – Patrick marcou para o 4 de julho; Ruan cobrou e Jaílson defendeu – 3 x 2 para o 4 de Julho.

Quarta cobrança – Maycon marcou para o 4 de Julho; Heitor chutou na trave – 4 x 2 para o 4 de Julho.

Não houve necessidade da quinta cobrança. No gramado do Estádio Helvídio Nunes os jogadores e a comissão técnica do Colorado passaram a comemorar o título de 2020 no futebol piauiense.

Não tivemos destaques especiais na partida. O estado do gramado exigia apenas grande empenho de todos, com raça em busca da vitória. E é mesmo o que tivemos de lado a lado. 

Vale ressaltar a lealdade dos jogadores. Ninguém apelou para a violência e o árbitro Antônio Dib Moraes de Sousa foi muito bem no comando da partida.

Ficha técnica de Picos 3 x 1 Julho e vitória do 4 de Julho nos pênaltis:

Local – Estádio Helvídio Nunes, em Picos.

1º tempo – Picos 1 x 0, gol de Ruan aos 18 minutos.

2º tempo – Picos 2 x 1, gols de Thedy Love ( 1 x 1 ) a um minuto; Heitor aos 37 e Ruan aos 48 para Picos.

Final – Picos 3 x 1 4 de Julho.

Nos pênaltis – 4 de Julho 4 x 2.

4 de Julho campeão piauiense formou com Jaílson; Tote(Cinelton), Edinaldo, Patrick(Maycon) e Diguinho (Eduardo); Vítor Recife, Ricardinho, Dudu Trindade e Daniel (Maranhão); Ítalo Pica Pau e Thedy Love. Técnico – Emanuel Sacramento.

Picos vice-campeão jogou com Vítor; Jáder, Lucão, Marconde e Pitoco; Esdras, Davi Rocha (Felipe), Edivan (Marquinhos) e Ruan; Rafael Freitas (Heitor) e Romarinho ( Ánderson).  Técnico – Adelmo Soares.

Árbitro – Antônio Dib Moraes de Sousa.

Assistentes – Rogério de Oliveira Braga e Janystone Rabelo de Melo.

4º árbitro – Edimar da Silva Leite.

Analista de campo – José Steifel.

Na qualidade de campeão piauiense o 4 de Julho representará o Estado na Copa do Brasil, Copa do Nordeste e na Série D do Campeonato Brasileiro de 2021.

Dídimo de Castro
[email protected]

Imprimir