Cidadeverde.com
Últimas

Profissão YouTuber: porque este mercado é tão cobiçado e como lucrar com ele

Imprimir

Imagem: Freepik

Criar conteúdo para as redes sociais: essa é a definição da profissão YouTuber, uma área bastante lucrativa. Saiba por que o mercado é tão cobiçado e como se tornar um YouTuber.

É possível que você conheça ou seja alguém que quer se tornar um YouTuber. Essa, que não era sequer uma profissão há poucos anos atrás, hoje representa uma atividade bastante lucrativa. Saiba por que este mercado é tão cobiçado e como lucrar com ele.

O YouTube em números

Criado em 2005, o YouTube começou com a proposta de ser um espaço para disponibilizar vídeos na internet, algo até então inédito. Com o tempo, a plataforma foi se popularizando, até se tornar um dos sites mais lucrativos do mundo.

Imagem: Pexels

Atualmente, considerado o segundo maior mecanismo de busca do mundo (atrás somente do Google), o site acumula 1,9 bilhão de usuários cadastrados, sendo que os inscritos no YouTube coletivamente assistem a mais de 46.000 anos de vídeos a cada ano. 

O impacto do YouTube pode ser percebido em diferentes áreas. No comércio, pesquisas apontam que 60% dos usuários do YouTube assistem um vídeo para tomar uma decisão de compra, enquanto no comportamento social temos uma geração de crianças que replicam frases de YouTubers conhecidos.

De fato, um site que foi além dos “muros” na internet e passou a ter uma influência real na rotina das pessoas.

Como lucrar com o YouTube

Mas e como as pessoas conseguem lucrar com o YouTube? Basicamente, tudo começa na criação do conteúdo. Com uma boa dose de criatividade, qualquer pessoa pode começar a chamar a atenção dos espectadores.

E se engana quem pensa que é preciso saber editar vídeo para fazer sucesso: você pode aprender enquanto começa o seu canal.

Uma dica é utilizar um software intuitivo, como o editor de vídeo Filmora X. Reconhecido pela facilidade de uso, o Filmora é o preferido de muitos YouTubers por ter ferramentas completas, que vão de recursos de cortes até um banco de vinhetas animadas. 

Assim, com um vídeo de qualidade, você pode conquistar seguidores e lucrar tanto com o pagamento da própria plataforma, quanto pelo Google Ads ou por ser patrocinado por uma marca. 

4 dicas para produzir para o YouTube

Se você tem vontade de criar um canal, mas não sabe bem por onde começar, existem orientações de especialistas que podem ser bastante úteis. Confira a seguir!

1. Faça uma boa escolha do tema do seu canal

Imagem: Canal Pensando Hoje

Uma dica para crescer no YouTube é ter um tema para o canal. Isso significa que, a maioria dos seus vídeos, vão tratar de determinado assunto.

Existem vários temas populares, que vão de esquetes de humor a dicas de maquiagem. Porém, é importante escolher um tema que você tenha afinidade e que tenha ramificações para gerar mais e mais conteúdo. É o caso por exemplo do canal Pensando Hoje, de Rodrigo Conceição, voltado principalmente para o segmento da educação e que avalia instituições de ensino de todo o país. 

E se a dúvida for grande na hora de definir o assunto principal, vídeos com dicas de temas para canal no YouTube podem te ajudar na tarefa!

2. Aprenda sobre edição de vídeo

É muito provável que você comece o seu canal do YouTube sem grandes recursos, o que não permite contratar um editor profissional. Por isso, é importante aprender a edição de vídeo.

O Filmora X, citado anteriormente, é uma boa opção de software para quem está começando. Além de ser simples de usar, o Filmora conta com tutoriais e recursos que deixam o vídeo com um acabamento de alto nível.

Imagem: Filmora X

E o melhor é que esse aprendizado é útil à longo prazo, uma vez que pode se transformar em uma profissão ao editar vídeos para outras pessoas.

3. Estude sobre estratégias de crescimento

O YouTube pode ser uma plataforma rentável uma vez que o seu canal se torne popular. Mas para chegar neste patamar, é preciso entender e utilizar estratégias de crescimento.

Assim, além de se dedicar ao roteiro e à edição do seu vídeo, reserve um tempo para estudar sobre técnicas que permitam dar mais visibilidade para o seu canal. 

4. Não tenha vergonha em divulgar seu trabalho

Para muita gente, a dificuldade não está na escolha do tema do canal, na edição ou na pesquisa de estratégias, mas na divulgação. A timidez é uma característica que impede compartilhar o trabalho realizado e, em alguns casos, pode até se transformar em um transtorno.

A verdade é que é fundamental superar a vergonha. Além de seus conhecidos representarem views para os vídeos, eles podem ajudar com dicas para que seu canal cresça ainda mais.

Imagem: Freepik

Entrar para o ramo de produção de conteúdo é uma decisão importante, afinal, você vai precisar se dedicar ao projeto para obter sucesso. Mas saiba que empreender nas redes sociais, seja com uma marca ou com a sua figura, pode representar grandes oportunidades.

Com criatividade e disposição para aprender, é possível que nos próximos anos você também possa declarar que a sua profissão é ser YouTuber. 

Da Redação
[email protected]

Tags: Youtuber
Imprimir