Cidadeverde.com
Geral

Após 13 anos, acusado de matar homem para roubar arma é preso

Imprimir

Foto:Divulgação/PC

A Polícia Civil de Nazária  cumpriu, nesta terça-feira (29), mandado de prisão contra Francisco das Chagas Braga Silva, conhecido pelo apelido  de “bigola”. Ele é acusado de matar um homem identificado como José Ribamar Rocha, em 2007, na Vila Irmã Dulce, zona Sul de Teresina, para roubar uma arma de fogo. 

A sentença condenatória de roubo seguido de morte foi proferida em maio deste ano pela 1ª Vara Criminal de Teresina, 13 anos após o crime.  Bigola estava morando na zona Rural de Curralinhos. Segundo as investigações, ele foi para a cidade logo após cometer o crime na capital. 

O crime foi praticado em março de 2007, na residência da vítima. Segundo  a sentença, auxiliado por cinco adolescentes, Francisco Bigola matou José Ribamar a facadas e roubou a arma de fogo que lhe pertencia.

“Ele se dirigiram até a casa da vítima com o objetivo de roubar a referida arma. Com a aproximação do grupo, os cachorros começaram a latir, momento este em que a vítima se dirigiu até a porta da frente de sua casa com a sua arma na mão, sendo atacado”, diz a sentença.

No momento da prisão, nesta terça-feira, a polícia encontrou com Bigola uma porção de maconha. “Estava respondendo o processo em liberdade, mas saiu a sentença dele e ele foi condenado a 25 anos de reclusão. Tivemos conhecimento desse indivíduo a partir de uma investigação contra tráfico de drogas, vimos que ele tinha esse mandado de prisão em aberto e na data de hoje demos cumprimento”, conta o delegado Thiago Sales, da Delegacia de Nazária.

O preso deve ser encaminhado à Penitenciária Irmão Guido.  

Izabella Pimentel
[email protected] 

Imprimir